DSOP Educação Financeira Economia sustentável em prol das despesas cotidianas

A economia sustentável, que diz respeito ao uso racional do dinheiro, será tendência mundial nos próximos 10 anos. Com a crise e suas perspectivas pouco animadoras, esse movimento ganha ainda mais importância no Brasil, pois diz respeito a utilização racional dos recursos, baseada em 3 ações: compartilhar, desapegar e socializar.

Comecei a ter contato com a economia sustentável há mais de cinco anos, quando conheci uma empresa que oferece o serviço de aluguel compartilhado. Hoje vejo que ela abrange diversas áreas, como hospedagem, transporte, vestuário e compras.

Há empresas de hospedagem compartilhada que colocam em contato locadores que buscam renda extra e socialização oferecendo quartos desocupados e viajantes que buscam menores preços e também socialização, nos quatro cantos do mundo. Eu mesmo viajei para o Reino Unido e fiquei na casa de uma família de lá e a experiência foi ótima, peguei várias dicas de compras, transporte e passeios com eles e fiz excelentes refeições.

Falando especificamente de transporte, estão se popularizando empresas que oferecem serviços de táxi compartilhado, redes de carona e que possibilitam o aluguel de um carro que não esteja sendo usado pelo dono. Conheci pessoas interessantes nesse sistema e, financeiramente, acredito que vale muito a pena.

Hoje em dia, não é preciso nem mesmo comprar roupas novas para ir a uma festa, como vestidos e fraques, por exemplo, que costumam ser usados apenas uma vez. Serviços de guarda-roupa compartilhado possibilitam o aluguel, o que é bom tanto para quem precisa, quanto para quem tem e não está usando.

E em época de volta às aulas, o conceito de economia sustentável pode ser aplicado para economizar na compra do material escolar. Algumas ações possíveis são: levantar quais materiais sobraram do ano passado e podem ser reutilizados este ano, pesquisar os menores preços pela internet, formar um grupo de pais de alunos e comprar coletivamente, pagando o mínimo possível por unidade. O investimento de tempo possibilita ter mais dinheiro no bolso.

Assim como energia elétrica, água e combustível, o dinheiro é um recurso que pode se tornar escasso, mas quando bem administrado tende a satisfazer todas as necessidades. Por isso, é preciso usá-lo de forma sustentável.

DSOP Educação Financeira Economia sustentável em prol das despesas cotidianas  DSOP Educação Financeira Economia sustentável em prol das despesas cotidianas
Cassio Motomura
Educador Financeiro da DSOP Educação Financeira

Coach, educador e terapeuta financeiro, especializado em neurolinguística (PNL), palestrante e treinador.

DEIXE SEU E - MAIL E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS