Terminar o ano bem, financeiramente falando, já é meio caminho andado para iniciar o ano bem, até porque, logo nos primeiros meses, temos gastos com matrícula e material escolar, algumas parcelas das compras de fim de ano e aquelas fixas, como IPVA e IPTU.

DSOP Educação Financeira IPVA e IPTU: como se preparar para estas contas de início de ano?

– Baixe já e eBook gratuito Fique no Azul em 2018 e faça diferente no ano novo!

Então, se são fixas, quer dizer que podemos programá-las, inserindo-as sempre no orçamento financeiro desses meses com antecedência, evitando, assim, que se seja pego de surpresa em relação às finanças já no início do ano. “Isso é educação financeira, ou seja, mudar o comportamento / hábitos, fazendo um planejamento, já prevendo as despesas de cada período do ano, podendo, dessa forma, guardar dinheiro antes para pagar à vista e com desconto”, aponta Reinaldo Domingos, presidente da DSOP e doutor em Educação Financeira.

Está um pouco em cima da hora para quem não se planejou, no entanto, nunca é tarde para aprender. “Se não conseguir colocar em prática o princípio de poupar antes e gastar depois, já atingindo a causa dos problemas financeiros e não apenas a consequência, faça um esforço, eduque-se financeiramente e pratique no segundo semestre. Quando se fala de mudanças de costumes, nunca acontece da noite para o dia, é preciso tempo, aliado à força de vontade e disciplina”.

Sobre o IPVA e IPTU, para saber se a melhor opção é pagar à vista ou a prazo, é preciso descobrir em que situação financeira se encontra: endividado, equilibrado financeiramente ou investidor. “Se for a primeira ou segunda opção, já se sabe que não conseguirá realizar o pagamento inteiro de uma vez, sobrando o caminho do parcelamento”, explica Domingos. “Lembrando que se deve evitar ao máximo recorrer a empréstimos, limites do cheque especial ou qualquer outra maneira de crédito do mercado financeiro, pois, devido aos juros, a dívida se tornaria ainda maior”.

Mas caso a situação financeira esteja mais confortável, sendo investidor, a recomendação é que o pagamento seja feito à vista, obtendo descontos. “É sempre a melhor opção, assim você já se livra dessa despesa de vez e consegue se planejar melhor para o decorrer do ano”, finaliza o especialista.

DEIXE SEU E - MAIL E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS