frase

Login área restrita

atendimento: 11 3177 7800

Rede DSOP

Depoimentos

Sérgio Luiz de Freitas

"Meu coração está cheio de alegria e de entusiasmo por ter participado de uma semana de muito aprendizados e desafios. Foi maravilhoso ter me aprofundado no conhecimento da Metodologia DSOP e receber a orientação para ser divulgador desta mensagem que, com certeza, muda vidas e realiza sonhos. Esto...

Luciana Bispo de Lima

"Estou absolutamente focada, preenchendo tudo e me controlando. Já consegui reduzir várias contas, cancelando cartões de créditos, negociando valores de serviços de telecomunicações e me preparando para começar a guardar os valores para os meus sonhos de curto, médio e longo prazos. Ah, os sonhos to...

Elves Marcial

"Hoje nesta noite (24/04), a FANS (Faculdade de Nova Serrana) não recebeu simplesmente mais um palestrante e sim um Homem de Deus. Deus é tremendo e tudo que ele faz é simplesmente maravilhoso! Em meio a tanto capitalismo, em uma sociedade que visa mais o lucro, o ganho sobre qualquer maneira, não...

Tania Maria Paulo Pereira

"Em 24/09, embarquei para Europa com o propósito de conhecer a Espanha por completo e ainda dar uma “passadinha” em Portugal. (Espanha era o Sonho!). Por que divido com você? O grande incentivador da realização do meu sonho foi conhecer a Metodologia DSOP e a sua história e assim iniciar o meu p...

Elaine Rafacho

"Quero agradecer atuação da Ana Rosa, que muito segura e conhecedora do tema, conduziu o curso de uma maneira que possibilitou a interação entre os participantes. Já passados 27 dias ainda me mantenho fiel ao meu Apontamento de Despesas e a minha forma de pensar sobre o meu dinheiro ou a relação q...

Cicero Gonzaga de Lima

"Tive a feliz oportunidade de fazer o curso, com tudo o sufoco que estava passando segui a metodologia e aconteceu o seguinte: No primeiro mês só consegui guardar R$ 22,00; No segundo mês já aumentou para R$ 50,00; No terceiro mês aumentou para R$ 112,00; Esse mês já vai com R$ 199,00 com prob...

Douglas Felipe da Silva

"Muito obrigado! Hoje foi um dia muito especial para mim e tenho certeza que mudará a minha vida financeira". Curso DSOP de Educação Financeira - 30/08 e 06/09/2014

Elaine Pereira Rafacho

"Muito interessante, agrega muito conhecimento, é dinâmico e descontraído, o que permite a participação de todos". Curso DSOP de Educação Financeira - 30/08 e 06/09/2014

Almiro Rodrigues

"O Curso superou minhas expectativas, me fazendo enxergar de outra forma meu dinheiro e minha vida financeira. Foi praticamente um chacoalhão. E quanto ao livro me fez ainda mais despertar a vontade de mudar minha vida financeira, me abrindo mais os olhos, lições muito boas tirei do livro, que ire...

Fernanda Miranda

"Foi um curso que mudou muito a minha forma de ver o dinheiro. Aprendi a sonhar, saber a importância dos sonhos e quais são eles. Aprendi a colocar ordem e a obedecer os passos certos pra atingir meus objetivos. Me sinto mais motivada que nunca! Excelente curso! Estou praticando e tenho certeza que ...

Douglas Bacci

"Eu estou muito feliz por ter conhecido a família DSOP e tenho certeza que minha vida vai mudar e já está mudando, estou em processo de conhecimento do meu 'eu financeiro' e tenho certeza que, assim que eu finalizar este processo, vou começar a ter uma vida financeira cada vez mais saudável e base...

Thalita Juliana Ferraz

"Em alguns dias já pude notar diferença no meu comportamento financeiro, pois com o curso, o Apontamento de Despesas e o livro Terapia Financeira tive uma visão melhor de onde estou gastando com coisas desnecessárias. Agora estou mais motivada em poupar pelos meus sonhos, não por simplesmente poupar...

Jorge Zantut

"Agradeço a oportunidade de ter participado de um excelente curso, com um professor conhecedor a fundo da matéria e com uma turma de alunos e alunas maravilhosa. O curso trouxe diversas informações novas, mas, também, clareou minha mente sobre assuntos que já tinha conhecimento, mas agora com uma v...

Guilherme Preto Calacibeta

"O Curso é muito bom, oferece uma troca de experiência muito válida, com didática muito boa, com ambiente agradável". Pós-Graduação em Educação e Coaching Financeiro

Helder Mendes

"É uma experiência muito válida, que transforma. São aulas que agregam em minha vida". Pós-Graduação em Educação e Coaching Financeiro

Jogos podem ajudar na educação financeira

 

Os pinos e os dados que os jogadores usam são de plástico. O dinheiro, ainda que de mentira, também. Jogos clássicos de tabuleiro que reproduzem situações financeiras do cotidiano e acompanham a infância dos brasileiros há várias gerações, como Banco Imobiliário e Jogo da Vida, se adaptaram aos novos tempos e adotaram o meio de pagamento que vem sendo usado por um número cada vez maior de consumidores: o cartão, seja de crédito ou de débito.

Independentemente do formato usado para comprar, vender e receber salários, esses jogos dividem a opinião de especialistas em educação infantil e em finanças. Para Maria Márcia Malavasi, coordenadora do curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), se houver orientação por parte de pais e professores, os jogos podem ser úteis para a orientação financeira.

 

— Quando usados por pessoas responsáveis, os jogos são bem-vindos. O que não se pode é incentivar a exploração do outro — diz.

 

Respeito ao dinheiro

 

O educador financeiro Reinaldo Domingos condena o fato de o Jogo da Vida permitir que o participante fique no vermelho:

— O jogo pode levar a criança a entender que isso é normal e criar um hábito de pedir dinheiro emprestado.

 

 

 

 

 

 

 

Mudança de regra para ensinar

Para evitar que a criança entenda o endividamento como algo normal, Maria Márcia Malavasi sugere uma mudança na regra, para educar.

— Pode-se estabelecer um limite para o jogador entrar no vermelho, eliminando quem ficar devendo — sugere.

O psicólogo Luís Antônio Monteiro, coordenador pedagógico nacional de Psicologia da Universidade Estácio de Sá, apoia a adaptação dos jogos de tabuleiro aos novos tempos:

— Os jovens vão aprendendo como funcionam os cartões.

Ainda segundo ele, esses brinquedos abrem a oportunidade de discutir sobre o dinheiro. Quanto ao endividamento, ele avalia que ficar no vermelho no jogo não traz consequências graves para o futuro.

— Aos poucos, a criança vai percebendo que não se pode ganhar o jogo acumulando dívidas — comenta.

O psicólogo entende que a versão com cartões de crédito é mais adequada para quem tem mais de 12 anos, porque, a partir dessa idade, já se desenvolve um pensamento mais abstrato, que facilita a compreensão das transações feitas com cartões.

— Para os mais novos, a versão com cédulas é mais apropriada — afirma.

 

Fonte: Extra Globo