Economia
Tendência

7 orientações de como economizar combustível

O preço da gasolina segue subindo e alcançando marcas negativas históricas, superando os R$ 6,00 por litro. Ainda bem que existe como economizar combustível para superar essa crise que estamos enfrentando.

Por | Paulo Paquera

Não é novidade para ninguém que os preços do combustível vêm crescendo exponencialmente e esse não é um problema exclusivo da gasolina, que deriva do petróleo, mas também do etanol, que tem a cana como sua matéria-prima principal.

No caso do combustível a base de petróleo, o preço dos barris é diretamente impactado pelos conflitos entre russos e ucranianos.  

Os Estados Unidos, juntamente com a União Europeia, fizeram sanções contra o petróleo exportado pela Rússia, que é o segundo maior produtor e exportador do mundo.

Tais sanções tendem a reduzir a quantidade desses produtos no mercado (barris e derivados) internacional, forçando o aumento dos preços.

Aqui se faz, aqui se paga (literalmente)

Ironicamente, o Brasil produz petróleo suficiente para abastecer todo o país e ainda sobra alguma coisa para ser exportado, o que nos leva a perguntar: qual o motivo dos aumentos astronômicos para o mercado interno?

A resposta é simples, porém, um tanto curiosa. O país é autossuficiente na matéria-prima, mas o real problema está no refino do petróleo.

Gerando a necessidade de exportar matéria bruta e importar refinado, o que nos leva a praticar preços internacionais, inevitavelmente. Desta forma, o preço do dólar inflaciona os valores que são repassados ao consumidor final.  

Agora que os motivos para os preços absurdos da gasolina foram explicados, começa a parte boa deste artigo.

Aprenda 7 formas de como economizar combustível no seu dia a dia.

1-) Não tenha um carro

Vamos começar chutando o balde. A melhor forma de economizar com combustível é não consumindo o produto. Considerando o alto preço da gasolina, às vezes, ser radical é a melhor saída.

Além disso, claro, não possuir um veículo também faz você economizar em diversas frentes como, manutenção, que chega a um custo mensal de 3% do valor do carro, IPVA e muito mais. 

Existem diversas formas de se locomover sem a necessidade de um automóvel próprio, claro, sem a privacidade e o conforto que seu veículo proporciona.

Vale deixar claro que o transporte público e carros de aplicativo também são influenciados pelo aumento do preço da gasolina, mas nem de longe se compara a responsabilidade de ser você, o responsável pelo abastecimento.  

2-) Precisa mesmo sair de carro hoje?

Mas se tiver a necessidade de ter um carro, pense: realmente precisa tirá-lo da garagem para tudo?

Opte por uma caminhada, caso seja um destino relativamente próximo ou reveze entre ir de carro e ir de transporte público/carro de aplicativo. Sua saúde e seu bolso vão agradecer.

3-) Pegue/ofereça carona

Se tiver um destino em comum com uma ou mais pessoas, ofereça ou pegue carona. Monte um grupo com pessoas bacanas e divida o custo do combustível entre todos. Não fica pesado para ninguém e economizam um bom dinheiro.  

4-) Desligue o ar-condicionado e abra as janelas

O calor do começo do ano está realmente acima da média e o ar-condicionado é um item indispensável, não é mesmo?

Por mais que os carros mais modernos tenham um sistema que reduza o consumo de combustível para a utilização do ar, mesmo assim, o consumo existe.

Então, sempre que possível desligue o ar condicionado, abra as janelas, sinta o vento e o ar puro que vem de fora – a não ser que esteja chovendo.

5-) Cuidado com o pé pesado

Encontrar a pressão correta no acelerador é um desafio, tanto na partida, quanto na retomada da aceleração.

Arrancar de um sinal vermelho em velocidade influencia diretamente no consumo de combustível, já que, quanto mais o carro é forçado, mais ele precisa consumir para responder ao comando.

As frenagens também são um ponto importante. É importante estar sempre atento para evitar a desaceleração brusca.

6-) Ouça o que seu carro está pedindo

Com certeza já ouviu alguém dizer que “o carro pede para trocar a marcha”, pois bem, isso é real e influencia muito no quanto ele vai consumir de gasolina.

Manter o bom funcionamento da máquina resulta no consumo natural, diferente de quando ela é forçada a trabalhar em rotações diferentes da sua programação.

Escute o que seu carro pede, dê a ele as marchas necessárias e, importantíssimo, nunca ande na famosa “banguela”, ou seja, com o carro desengatado.

7-) Abasteça, mas não muito

Quanto mais cheio o tanque, mais pesado o carro fica e quanto mais pesado, mais força ele faz para se movimentar.

Por isso, acaba virando um paradoxo, porque quanto mais gasolina se tem no carro, mais gasolina o carro vai consumir, então, se mantiver o tanque sempre cheio, você será figurinha constante no posto.

Para locomoção em ambientes urbanos, o ideal é manter o veículo com meio tanque, ficando mais leve e, consequentemente, desempenhando melhor. 

E aí, o que achou do artigo de hoje? Será que você estava desperdiçando dinheiro sem nem ao menos saber? Agora que sabe como economizar combustível, é hora de passar por cima dessa crise com educação financeira.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo