Educação Financeira
Tendência

A importância de ser uma mulher independente financeiramente 

Em alta desde o início do século XX, o empreendedorismo feminino vem ganhando mais espaço e mostrando que a mulher independente está cada vez mais desenvolvida financeiramente e à frente dos negócios.

Por| Andreia Lima 

Antes de mais nada é preciso dizer que uma mulher independente, além de entender sobre finanças e saber lidar muito bem com dinheiro, é uma pessoa mais segura e dona de si.

Considere que uma mulher independente é financeiramente mais controlada e alcança melhores resultados com o dinheiro. Muitas têm interesse em aprender a investir, mas precisam de um passo a passo para começar. 

Porém, infelizmente ainda existem muitos desafios a serem superados no caminho dessas mulheres.  

De acordo com uma pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostra que a pandemia de covid-19 reduziu a proporção de mulheres no empreendedorismo.

Segundo o levantamento, no terceiro trimestre de 2020 havia cerca de 25,6 milhões de donos de negócio no Brasil. Desse universo, aproximadamente 8,6 milhões eram mulheres (33,6%) e 17 milhões, homens (66,4%).

Em 2019, a presença feminina correspondia a 34,5% do total de empreendedoras, o que representou a perda de 1,3 milhão de mulheres à frente de um negócio entre um ano e outro. 

A principal explicação para esse resultado foi a necessidade de as mulheres se dedicarem mais às tarefas domésticas durante a pandemia, um reflexo do machismo estrutural na sociedade. 

Por outro lado, a crise econômica também despertou a necessidade de se planejar financeiramente, o que motivou as mulheres a rever a parte financeira e buscar uma maior autonomia nas tomadas de decisão.

O que é ser uma mulher independente financeiramente?

Ainda que seja minoria, a mulher independente está fazendo parte de um processo que, apesar de lento, traz mudanças visíveis em nossa sociedade.

Essa independência pode oferecer muitos benefícios, tanto financeiros quanto emocionais, principalmente porque, para algumas dessas mulheres, esse pode ser o caminho para se livrarem de relacionamentos conturbados ou, até mesmo, abusivos.

Uma mulher independente desfruta da sua autonomia e isso significa que ela não depende de terceiros para se manter.  

As mulheres estão falando mais de dinheiro

Foi o que uma pesquisa feita pela Fidelity Investments, e ressaltada pelo banco UBS, na qual identificou que o número de mulheres nos Estados Unidos que dizem estar mais interessadas em investir aumentou em 50% desde o início da pandemia. 

O estudo também descobriu que 67% das mulheres passaram a investir para além dos planos de aposentadoria, percentual acima dos 44% registrados em 2018.

Além desses estudos, uma outra análise realizada pelo próprio banco UBS mostrou que 68% das mulheres começaram a falar mais sobre finanças no ambiente familiar. 

Por outro lado, um estudo recente mostrou também que as mulheres acabam ganhando mais dinheiro do que homens em seus investimentos.

Segundo o relatório “Women and Investing Study” de 2021, ao analisar 5,2 milhões de portfólios entre janeiro de 2011 e dezembro de 2020.

Ficou constatado que a carteira das mulheres teve um retorno de cerca de 0,4 ponto porcentual ao ano superior ao dos homens, na média.

Há algumas razões que explicam isso, como, por exemplo, o fato de elas fazerem menos movimentos — ou menos trades de curto prazo — em seus investimentos. 

Isso leva a duas consequências: dá tempo de recuperar eventuais perdas sem realizar o prejuízo e os custos de taxas são menores, não prejudicando o desempenho total.

O que é preciso para ser uma mulher independente financeiramente

É ruim para qualquer indivíduo depender financeiramente de outra pessoa principalmente porque, se a relação ficar desgastada, a pessoa se sentirá presa e sem condições de sair dela. 

O primeiro passo para ser independente financeiramente é saber investir de maneira que consiga o máximo de rendimento em uma carteira variada para manter o patrimônio em segurança. 

Imagine poder tomar as decisões da sua vida sem precisar pensar no que isso impactaria suas finanças. 

É assim que uma pessoa que tem independência financeira se comporta. Quando ter dinheiro não é mais um problema, você tem liberdade para fazer o que quiser.

Para te ajudar nessa jornada, separamos um e-book gratuito para você dar os primeiros passos rumo a sua tão sonhada independência financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo