Afinal de contas por que a maioria das pessoas resistem em fazer o seu Orçamento Financeiro? Será que têm medo de descobrir a real situação financeira ou consideram trabalhoso e chato registrarem todos os seus gastos e receitas mensais?

Qualquer que seja o motivo, não há desculpas que possam justificar a ausência de um orçamento financeiro na vida das pessoas.

Você é do grupo que faz seu orçamento financeiro ou não? Se respondeu sim, meus parabéns e continue a fazê-lo, pois com certeza, se ainda não tem uma saúde financeira saudável, estará a caminho. Caso tenha respondido negativamente, não tem problema, esta é a hora para começar.

O orçamento financeiro é uma ferramenta fundamental para qualquer pessoa em qualquer situação financeira. Um orçamento financeiro bem estruturado e bem realizado fornecerá de forma transparente a sua real situação financeira.

Podemos dividir em três grupos a situação financeira das pessoas: as endividadas, as equilibradas e as investidoras.

Em qualquer das situações acima, que você se enquadre, o Orçamento Financeiro dará subsídios para que você levante as informações sobre o destino de todo o dinheiro que recebe no mês. Com estas informações você poderá fazer uma análise se as suas receitas são compatíveis com o seu padrão de vida atual e tomar as ações cabíveis para melhorar a sua saúde financeira.

Por exemplo, se você esta no grupo dos endividados, ao realizar um verdadeiro diagnóstico na sua vida financeira, anotando todas as receitas e despesas realizadas no mês, você visualizará quais são as despesas que podem ser diminuídas ou até mesmo eliminadas para adequar o seu padrão de vida à sua receita. Desta forma, se tomar as ações necessárias, você estará a caminho do equilíbrio financeiro, deixando o incômodo grupo de endividados. Mas para isso, você tem que estar disposto a mudar de comportamento e adotar novos hábitos em sua vida financeira, começando por realizar um verdadeiro diagnóstico da sua situação financeira: quanto ganha, quanto gasta, aonde gasta, quais são suas dívidas (se as tiver), quem são seus credores e taxas de juros, quais são seus bens e investimentos e assim por diante até montar o seu Orçamento Financeiro.

Neste ponto, gostaria de sugerir, que você adote o Orçamento DSOP. Mas por que adotar este orçamento? O que ele tem de diferente dos outros? O que é DSOP? Calma, não fique ansioso.

Você já deve ter visto diversos orçamentos financeiros, e quase na sua totalidade são estruturados da seguinte forma: primeiro as receitas, depois as despesas e então o saldo. No orçamento DSOP, o diferencial está nos Sonhos. SONHOS? Sim, exatamente isto os Sonhos.

Edward Claudio Jr
Educador Financeiro da DSOP Educação Financeira


• Administrador de Empresas; atuante na área Financeira e Fiscal há mais de 15 anos;
• Educador Financeiro e Palestrante DSOP;
• Graduado em Matemática pela Universidade São Judas Tadeu;
• Pós-Graduação em Administração de Empresas pela Universidade São Judas Tadeu;
• Pós-Graduação em Planejamento Tributário pela Uni-FMU;
• Formação de Treinador pelo IFT – Instituto de Formação de Treinadores;
• Consultor Financeiro Pessoal e Familiar;
• Certificação CPA-10 – ANBIMA;
• Executive Coach – Net Profit – CAC (Center For Advanced Coaching);
• Master Coach Financeiro – Instituto de Coaching Financeiro;
• Colaborador da Rádio Boa Nova de Guarulhos, participando de temas sobre Educação Financeira;
• Diretor Financeiro da ABEFIN (Associação Brasileira de Educadores Financeiros);
• Ministra, mensalmente, para as Turmas de Menores Aprendizes do CIEE palestras de Educação Financeira;
• Palestra no Programa Pre-Parar da Prefeitura de São Paulo (Área da Saúde), para colaboradores próximos da Aposentadoria;
• Capacitador dos professores das redes Pública e Particular, da Metodologia DSOP, para que ministrem as aulas de Educação Financeira para o Ensino Básico e
• Voluntário da ONG Amigos do Bem.