Muitos pais pensam que é difícil transmitir noções básicas de finanças aos seus filhos. No entanto, existe um objeto que faz parte da vida das crianças há muitos anos, mas que, nem sempre, é utilizado de forma correta: o cofrinho.

Independente do formato, eles não servem, apenas, para guardar moedinhas. O dever dos pais é fazer com que a criança entenda a importância do dinheiro como meio para a realização de sonhos. E, com o cofrinho, é possível ensiná-la a priorizar seus desejos e poupar o dinheiro que passa por suas mãos.

Para as crianças, guardar dinheiro parece um martírio, mas, se os adultos mostrarem o que essa simples ação pode render, o ato de poupar vai se tornar algo prazeroso a elas. O dia de abrir o cofrinho se tornará uma data importante e feliz.

Duas coleções de livros infantis que apresentam esse universo da Educação Financeira de forma lúdica e de fácil entendimento são O Menino e o Dinheiro e O Menino do Dinheiro, ambos da Editora DSOP, compostas por três livros cada, escritos pelo educador financeiro Reinaldo Domingos.

A primeira coleção apresenta os livros O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Porquinhos e O Menino, o Dinheiro e a Formigarra, que introduz a criança ao universo das relações com o dinheiro por um caminho lúdico e poético, semeando desde cedo a importância do hábito de poupar para realizar sonhos.

A segunda é composta pelas histórias O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, O Menino do Dinheiro – Vai à Escola e O Menino do Dinheiro – Ação Entre Amigos, com uma lição de vida em que pais e filhos aprendem e ensinam mutuamente a lidar com o dinheiro, alimentando os sonhos e a felicidade humana.

Se for presentear seu filho, sobrinho ou neto, saiba que é essencial ter, antes, uma conversa, sobre quais são os sonhos de curto, médio e longo prazos – um mês, seis meses e um ano, respectivamente. Deve-se, ainda, orientar a criança a guardar, simultaneamente, para os três desejos.

Tente mostrar a real condição financeira dela, explicando qual o valor do objeto de desejo em questão, quanto ela precisa poupar e por quanto tempo, para que o momento de abrir o cofrinho não tenha efeito contrário, desmotivando-a.

Ensine à criança a ter disciplina. Ela é imediatista e ansiosa, o que é normal da idade. Diga o quão importante é aguardar a data certa para a abertura do cofrinho. A antecipação demonstra falta de planejamento, pois é um compromisso que a criança está assumindo.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.