É difícil acreditar, mas muitas pessoas deixam de receber dinheiro por falta de informação ou até por preguiça. Muitos impostos, taxas e descontos são devolvidos ao consumidor, no entanto, grande parte dos beneficiários não vai atrás do que é seu por direito.

Se você é um desses, aconselho rever esse comportamento, pois os pequenos valores somados poderiam quitar parte das suas contas, ou ainda ser poupados para alcançar os seus objetivos. Faça o teste: relacione, no mínimo, três sonhos, sendo eles de curto, médio e longo prazos (até um ano, de um a dez anos e acima de dez anos, respectivamente).
Faça um orçamento, sabendo quanto custam, de quanto você poderá dispor mensalmente para cada um deles e em quanto tempo conseguirá realizá-los. Guarde o dinheiro desses reembolsos ou abonos e destine-os às suas metas. Você verá que elas serão atingidas antes mesmo do que você esperava.
Um dos exemplos mais recentes de ressarcimento é o da inspeção veicular, que paga R$47,44 ao proprietário do automóvel. Essa prática é realizada na cidade de São Paulo, desde o começo deste ano. A única exigência é o carro ter sido aprovado na inspeção e que não se tenha dívidas com a prefeitura. A restituição pode ser solicitada pela internet.
A Nota Fiscal Paulista também é um programa que devolve parte dos impostos pagos pelos consumidores. Para isso, basta falar o número do seu CPF na hora da compra. Muitos cidadãos têm medo de que, assim, o governo controle o seu dinheiro. Por esse motivo, acabam deixando de receber uma boa quantia.
Você também pode pedir ressarcimento de algumas cobranças de taxas bancárias e, ainda, pedir descontos nas compras pagas à vista. Pode parecer pouco, mas, no fim do mês, pode representar um valor significativo.
Se o seu orçamento está comprometido mais do que deveria, esse dinheiro te ajudará de alguma forma. Para ler mais dicas de como sair do endividamento sem comprometer ainda mais as finanças, recomendo a leitura do meu livro “Livre-se das dívidas”, publicado pela Editora DSOP.
Outro benefício que ajuda, todo ano, milhões de pessoas é o PIS/PASEP. Todo trabalhador que possua registro em carteira há, no mínimo, cinco anos, tenha trabalhado, pelo menos, 30 dias no ano-base considerado e ganhe até dois salários mínimos tem direito de receber R$675,00 no mês de aniversário.
É muito comum, em nosso país, as pessoas não se informarem o suficiente para recuperarem parte do dinheiro que gastam no dia a dia. Isso acontece porque a maior parte da população não foi – e continua não sendo – educada financeiramente.
Por isso, ressalto a importância de se inserir Educação Financeira enquanto disciplina na grade curricular de escolas públicas e particulares do país, ensinando desde crianças e jovens até os adultos (corpo docente e família) a valorizarem o dinheiro que passa pelas suas mãos e saberem administrá-lo para, cada vez mais, realizarem os seus sonhos.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.