O Programa DSOP de Educação Financeira está presente em centenas de instituições de ensino espalhadas por todo o território brasileiro. Só nesse ano, foram mais de 200 colégios particulares que adotaram os materiais didáticos e paradidáticos, para alunos desde o Ensino Infantil ao Médio.

Mas não são apenas as escolas privadas que estão inserindo Educação Financeira em sua grade curricular; cinco prefeituras – de Barueri/SP, Franco da Rocha/SP, Guarujá/SP, Goiânia/Go e Vitória da Conquista/BA – também utilizam o material do Programa com seus estudantes da rede pública.

Em largos passos, estamos cumprindo com a nossa missão, que é disseminar a educação financeira no Brasil e no mundo, por meio da Metodologia DSOP, ensinando as pessoas a conquistarem autonomia financeira para a realização de seus sonhos.

Há outras iniciativas nesse sentido, como a Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) e a Lei 171/09, que tramita no Senado sobre a obrigatoriedade da educação financeira em escolas das redes públicas e privada de ensino. No entanto, o grande diferencial do Programa DSOP de Educação Financeira é a abordagem que se dá ao tema.

Para nós, quando se fala de educação, se fala de comportamento. Sendo assim, é preciso promover uma mudança de hábitos da população com relação ao uso do dinheiro, começando pelas crianças e jovens, ou seja, no ambiente escolar. Lá, é possível atingir, de uma só vez, pais, alunos, corpo docente, funcionários e a comunidade ao redor.

Isso porque, ao implantar o Programa, a DSOP capacita os professores, uma vez que só se pode transmitir um conhecimento quando se conhece e se aplica no seu dia-a-dia. Além disso, é oferecido aos pais uma palestra de apresentação do tema, para que eles fiquem cientes do que é tratado em sala de aula e possam, dessa maneira, colaborar com o processo de ensino dentro de casa também.

A prova de que a educação financeira é eficaz e imprescindível na vida das pessoas é o resultado que ela já traz. Em Curitiba (PR), por exemplo, o Programa foi adotado no Colégio Madalena Sofia, em 2010, para a turma do primeiro ano do Ensino Médio. Segundo Cleiton Sales de Avila, membro do Conselho Gestor da escola, a aposta nesse projeto tem como objetivo contribuir para a quebra do ciclo de gerações endividadas, que já foi percebida em muitos casos entre os alunos.

Para entenderem um pouco mais sobre a relevância do assunto para a construção de gerações mais saudáveis e conscientes financeiramente, recomendo que conheçam todo o material didático e paradidático da DSOP; coleções que, por meio de linguagem apropriada, abrangem todas as faixas etárias. Procure se informar sobre o assunto e dissemine seus conhecimentos!

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.