Alguns brasileiros já vão começar a receber a primeira parcela do 13º salário. No entanto, muitos encaram esse dinheiro extra como uma forma de gastar com itens que não estavam no planejamento, o que é extremamente errado. Vamos falar um pouco sobre o que fazer com essa quantia.

Quando se recebe um valor que não faz parte do orçamento mensal, o correto seria aplicá-lo com a finalidade de realizar sonhos. Mas outro erro comum que acontece é de as pessoas não conseguirem pagar suas dívidas com o próprio salário e dependerem do 13º para quitá-las.

O primeiro passo para não errar mais é saber qual o seu perfil financeiro, se você é poupador, equilibrado ou endividado. Se a primeira opção for a sua realidade, ótimo, você está no caminho certo. Basta continuar agindo assim, sempre poupando para os seus sonhos.

Se você estiver equilibrado, tome muito cuidado, pois qualquer deslize pode fazer você ficar na condição de endividado. Faça um diagnóstico da sua vida financeira, saiba exatamente para onde vai cada centavo do seu dinheiro e veja quais despesas podem ser diminuídas ou cortadas.

Depois disso, relacione, no mínimo, três sonhos: de curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo prazos (acima de dez anos) e guarde dinheiro para todos ao mesmo tempo. Aos poucos, com essa mudança de comportamento, a sua situação logo será de poupador.

Agora, se você está endividado ou inadimplente, é melhor parar e refletir sobre seus hábitos e costumes com relação ao uso do dinheiro. Tenha noção do tamanho de suas dívidas e sempre tente renegociá-las. O pagamento delas deve estar, claro, na lista dos sonhos. Explico melhor essa questão e a descoberta do “eu” financeiro no meu livro Terapia Financeira (Editora DSOP).

Seja qual for o seu perfil, é preciso ter a noção de que dinheiros extras – como é o caso do 13º salário – devem ser investidos, sempre no intuito de se alcançar objetivos, sejam eles aquisições de roupas, pacotes de viagens ou compra da casa própria.

Se você acha que não vai dar para agir dessa forma nesse ano, não se desespere e nem desanime, planeje-se para que, em 2014, seja diferente!

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.