Muitos pais têm dúvidas de como falar sobre dinheiro com seus filhos e, por isso, resolvi abordar o tema no décimo primeiro volume da Coleção Dinheiro Sem Segredo.

Devemos estimular desde cedo as crianças e os jovens a sonhar, mostrando que, com esforço e paciência, eles podem realizar seus sonhos. Para isso, é fundamental que eles aprendam a poupar e a lidar com o próprio dinheiro.

É importante saber como propiciar o primeiro contato deles com o dinheiro, falar da importância da utilização de cofrinhos e entender o motivo de estimular eles a terem, no mínimo, três sonhos: um de curto (até um mês), um de médio (de um a seis meses) e outro de longo prazo (de seis meses a um ano).

É fundamental ensiná-los a diferença entre o que é essencial e o que é supérfluo. Se eles já forem mais crescidinhos, é o momento de conversar sobre como se comportar diante do primeiro salário e mostrar a eles que, educando-se financeiramente hoje, é possível garantir um futuro mais próspero.

Outra orientação importante que dou aos pais é: ponderem primeiro sobre a sua vida financeira e, se tiverem a possibilidade, abram uma conta para seus filhos. Esse, com toda a certeza, será uma dos melhores presentes que vocês poderão dar a eles.

Essa ação começa dentro de casa, mas é estendida ao ambiente escolar. Se o colégio do seu filho ainda não possui a disciplina da educação financeira, sugira à direção que insira em sua grade curricular.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.