Datas comemorativas existem para homenagear algo ou alguém. E o próximo dia 24 de janeiro foi o escolhido para comemorar o Dia do Aposentado, mas, além disso, podemos utilizá-la como uma maneira de reflexão sobre a situação dessa parcela da população hoje no Brasil.

Um estudo global realizado pelo HSBC recentemente relata que 53% dos brasileiros não economizam pensando na aposentadoria e nem pretendem começar. Isso é muito grave, pois as consequências são aposentados que precisam continuar trabalhando para o resto da vida ou que dependem de terceiros para sobreviver. A solução desse problema é a educação financeira, que trabalhará de forma comportamental esse problema.

A questão é entender que, com esses hábitos, o futuro não é promissor; não haverá como chegar em certa idade e aproveitar a vida ou trabalhar apenas por prazer. É preciso mudar o pensamento, agir de maneira diferente, poupando o quanto antes para obter uma aposentadoria tranquila e sustentável, se manter e viver dignamente.

Claro que o INSS é um direito muito importante do trabalhador, no entanto, depender somente dele para alcançar sua independência financeira não é uma atitude correta, muito menos sensata. Quando chega a hora de se aposentar pelo INSS, o poder aquisitivo cai significativamente e os gastos, por sua vez, aumentam, com planos de assistência médica muito mais caros e despesas com remédios, por exemplo.

É preciso repensar todo processo de aposentadoria, mas, para quem já aposentou, também é possível reverter esta situação. Nunca é tarde para conquistar os sonhos! Com a expectativa de vida cada vez mais alta, é possível para os aposentados realizar mais sonhos, mas isso deve ocorrer por meio da educação financeira, mudando o comportamento perante o dinheiro.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.