Ao longo de minha experiência como educador e terapeuta financeiro, percebi que as famílias em geral possuem muitas dúvidas em relação à mesada. Com o objetivo de suprir essa necessidade de informação e para mostrar como a mesada pode ser uma ferramenta importantíssima no processo de educação financeira e de formação das crianças e jovens, escrevi o livro Mesada não é só dinheiro – Conheça os 8 tipos e construa um novo futuro (Editora DSOP).

Nesta obra, trago uma abordagem diferenciada sobre o assunto, mostrando aos leitores que, muitas vezes, mesmo aqueles que pensam que não dão mesada, acabam praticando sim esse ato, só que não de forma estruturada. Busco também desmistificar o tema, respondendo alguns questionamentos, como:

• Será que a mesada é um instrumento adequado para a educação financeira de crianças e adolescentes?
• Qual é a idade recomendável para iniciar a mesada?
• Qual é o valor ideal a ser estabelecido?
• Estamos falando em dar um “salário” à criança ou estaremos premiando-a por bom comportamento?
• É certo fazer do dinheiro uma moeda de troca para boas notas escolares?
• E se a família não tiver condições financeiras para entregar um valor mensal à criança?
• Como definir uma mesada na vida dos filhos, quando os pais não têm dinheiro para nada?

Um dos pontos que gosto de ressaltar é que mesada não é um instrumento facilitador e nem mesmo incentivador do consumo. Basta saber do que realmente se trata e aplicar de maneira correta. É possível, inclusive, inserir o assunto associando-o a questões como sustentabilidade, meio ambiente, consumo consciente, dentre outras de grande relevância para a formação de um cidadão pensante, crítico e autônomo para, no futuro, termos uma sociedade maisconsciente e sustentável.

Conheça os 8 tipos de mesadas que falo em minha obra:

• Mesada voluntária
• Mesada financeira
• Mesada de terceiros
• Mesada econômica
• Mesada empreendedora
• Mesada ecológica
• Mesada de troca
• Mesada social

E o jeito mais eficaz de se trabalhar a inserção da mesada é unindo família e escola. Em sala de aula, professores capacitados utilizam material didático e paradidático com linguagem apropriada para ensinar educação financeira, ou seja, instituindo o comportamento correto em relação à administração e o uso dos recursos financeiros. No ambiente familiar, os pais/responsáveis devem estar por dentro do que é tratado na escola e também, claro, dar o exemplo, porque as crianças se espalham neles, não havendo conflito com o que se aprende na teoria.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é PhD. em Educação Financeira, escritor, educador e terapeuta financeiro. Presidente da DSOP Educação Financeira, da Editora DSOP e da Abefin, publicou o best-seller Terapia Financeira, o recém lançado Empreender Vitorioso com Sonhos e Lucro em Primeiro Lugar e os livros Livre-se das Dívidas, Mesada Não É Só Dinheiro, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, Eu mereço ter dinheiro!, Papo Empreendedor, Sabedoria Financeira e a série O Menino do Dinheiro – Sonhos de Família, Vai à Escola, Ação Entre Amigos, Num Mundo Sustentável e Pequeno Cidadão, O Menino e o Dinheiro, O Menino, o Dinheiro e os Três Cofrinhos, O Menino, o Dinheiro e a Formigarra. Mais de 4,5 milhões de exemplares de suas obras já foram vendidas.