educacao-financeira-investir

Você já parou para pensar no principal motivo pelo qual nós, brasileiros, não poupamos e muito menos investimos? É a falta de educação financeira, que leva a um hábito ruim: não priorizar os nossos sonhos. Muito provavelmente você tem o hábito de primeiro pagar as dívidas e, depois, se sobrar, guardar e ver o que vai fazer com esse dinheiro.

Se você age assim, já deve ter percebido que em grande parte das vezes não sobra nada e começa a achar que “essas coisas” não são pra você. Para sair desse cenário, o primeiro passo é mudar o comportamento. Passe a “se pagar” primeiro, isso significa que, assim que receber seu salário, você já deve separar uma quantia para investir e, somente depois, pagar suas contas.

Isso não significa que você não vai pagar todas as suas contas, apenas que deve lembrar que tão importante quanto o pagamento em dia dos débitos contraídos é a poupança de algum valor para a realização de seus objetivos e a garantia de sua tranquilidade e segurança.

Outra atitude importante é desmistificar o tema “investimento”. Não é preciso altos valores para começar a aplicar seu dinheiro e fazer o rendimento trabalhar a seu favor. Para comprovar a te ajudar nessa nova empreitada, fiz uma lista de investimentos especialmente para quem quer começar a investir.

Caderneta de Poupança

A poupança ainda é hoje o investimento mais tradicional entre os brasileiros, afinal, não tem obrigatoriedade de valor mínimo, conta com liquidez, comodidade, isenção de imposto de renda e facilidade para aplicação e segurança, lembrando que tem garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) no valor de até R$ 250.000,00 por CPF e por conglomerado.

Para os depósitos realizados até 03/05/2012, a remuneração é de 0,5% ao mês mais a variação da TR (taxa referencial). Aos depósitos realizados após essa data, a remuneração é de 70% da taxa Selic, caso ela seja igual ou inferior a 8,5% ao ano, mais a TR.

Leandro Silva Ferreira
Educador Financeiro da DSOP Educação Financeira

- Educador Financeiro e Palestrante DSOP;
- Graduado em administração de empresas pela Faculdade das Américas (FAM);
- Pós-graduação em Estatística Aplicada pela Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU);
- Certificação de Especialista em Investimento ANBIMA (CEA);
- Certificação CPA-20 ANBIMA;
- Consultor Financeiro pessoal e familiar.