educacao-financeira-desemprego

Com a crise, o desemprego vem na “garupa”; grandes e pequenas empresas estão dispensando ou reduzindo o quadro de funcionários e nunca estamos preparados para o que vem a seguir. Por isso, para passar por este período sem traumas, é necessário traçar uma série de estratégias e ter disciplina.

Veja algumas que desenvolvi que podem auxiliar nesse momento:

1 – Crie uma reserva: não “torre” o dinheiro da rescisão, reserve-o para pagar os compromissos dos próximos meses, investir em cursos e atualizar-se. Já o FGTS (depósitos e multas), será sua reserva estratégica, devendo ficar guardado para utilizar somente em casos de emergência.

2 – Faça um diagnóstico financeiro: é importante ter na ponta do lápis as contas da casa, fazendo um levantamento minucioso de todos os gastos mensais. A partir daí, reorganizar e estabelecer prioridades. Será necessária uma mudança no padrão de vida durante esse período, como:

– economizar água, energia, telefone e gasolina, pois esses são os responsáveis por grande parte de nossas despesas;

– cortar os supérfluos, como lanches, cafezinhos, guloseimas, etc.;

– diminuir as idas a restaurantes e baladas;

– evitar desperdícios no geral, comprar só o necessário;

– fugir das compras por impulso, especialmente as promoções.

3 – Evite utilizar o crédito: neste momento, não utilize cartões de crédito, cheque especial, cartões de lojas, etc., pois, se não conseguir pagar, os juros são exorbitantes e vão complicar ainda mais sua vida. Se tiver dívidas nestes seguimentos, negocie, seja franco, exponha sua situação e tente diminuir os juros e esticar as parcelas.

Lembrando que: estar desempregado não é motivo de ficar ocioso. Enquanto o novo emprego não aparece, mantenha-se motivado e acredite que vai encontrar uma vaga ideal. Aproveite esse tempo para aperfeiçoar seu currículo, fazer cursos e aprender novas habilidades. Esteja sempre atualizado com as notícias do seu mercado de trabalho, apresente-se e/ou envie currículos para possíveis empregadores e não se esqueça de fazer contato em suas redes sociais.

Luciana Santos
Educadora Financeira da DSOP Educação Financeira

Graduada em Pedagogia pelo Instituto Superior de Educação Carlos Chagas. Pós-graduação em Educação Financeira Metodologia DSOP. Funcionária pública no PROCON da cidade de Juiz de Fora na função de supervisora de projetos e pesquisas.