educacao-financeira-fundo-emergencia

Muitas pessoas não se preocupam com a sua saúde financeira, atual e futura. Mesmo quem tem um emprego estável acaba recorrendo ao crédito consignado e se endividando cotidianamente. A solução para essa situação é a educação financeira, e o primeiro passo para se organizar e ter um futuro melhor é construir seu fundo de emergência pessoal.

Para que você compreenda melhor o porquê de ter essa reserva, listei as que acredito serem as principais razões:

1. Assegura cuidados com a saúde. Muitas pessoas não conseguiriam arcar com um tratamento médico se passassem por alguma emergência hoje, porque as suas finanças não são suficientes. Portanto, ter um fundo de emergência pessoal pode evitar a entrada em um endividamento insustentável.

2. Gera tranquilidade frente ao desemprego. Uma das principais razões para o medo de perder o emprego é não ter uma reserva financeira. Então, para que você e sua família mantenham o padrão de vida durante um possível período de recolocação profissional, é importante ter um fundo emergencial.

3. Elimina a necessidade de pedir dinheiro emprestado. Ter um fundo de emergência o mantém longe do crédito e o faz passar ileso aos juros em cenários inesperados. Com ele, o seu orçamento habitual não será ameaçado.

4. Evita o uso impróprio do FGTS e da previdência privada. Precisando de dinheiro, há quem force a sua própria demissão para ter acesso ao FGTS ou ao plano de previdência privada empresarial. Esses recursos existem para garantir a tranquilidade financeira no futuro e devem se manter intactos até lá. Quando necessário, você pode utilizar seu fundo de emergência pessoal.

5. Ajuda a começar a investir. Ao construir o seu fundo de emergência pessoal, você passa a conhecer linhas de investimentos que, anteriormente, com pouco dinheiro, não poderia ter acesso, e elas acelerarão o crescimento de seu montante. Além disso, você criará o hábito de poupar e investir para o futuro.

6. Blinda casamentos da ruína. Inúmeras brigas conjugais decorrem de problemas financeiros. Um fundo de emergência pessoal, aliado ao hábito de poupar, pode diminuir as discussões e a necessidade de mudar o padrão de vida, se houver um imprevisto que envolva as finanças.

7. Gera uma vida menos estressada. A última e provavelmente a mais importante razão para você criar o seu fundo de emergência pessoal é que você terá mais paz e tranquilidade. Com ele, você se preocupará menos com o inesperado, pois estará seguro financeiramente.

Agora que você compreende a importância de ter um fundo de emergência pessoal, vamos construí-lo?

Marcio Araújo
Educador Financeiro da DSOP Educação Financeira

Primeiro Pós–Graduado em Educação e Coaching Financeiro pela DSOP do estado do Paraná.
PÓS-MBA em Negociação Empresarial FGV.
MBA em Gestão de Comercial FGV.
Certificações ANBIMA CPA-10 e CPA-20.
Ensino Superior – Bacharelado em Administração de Empresas UNOPAR - Universidade Norte Paraná.
PNL - BUSINESS PRACTITIONER pela SBPNL (SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA).
(VISÃO ESTRATÉGICA,EU LIDER E COMUNICAÇÃO INFLUENCIADORA ) pela FUNDAÇÃO DOM CABRAL .
Técnico em Contabilidade.
Especialista em Investimentos em Renda Fixa , Variável e Derivativos ,gerente de grandes contas (Corporate) Gestão de Grandes Fortunas.
Palestrante e consultor financeiro pessoal e familiar.
Educador Financeiro e Coaching Financeiro.
Ministra treinamentos certificações ANBIMA CPA-10 e CPA-20 , Produtos de Investimentos e Vendas.
Atuação no estado do Paraná e São Paulo.