educacao-financeira-economizar-restaurantes

Sou frequentador assíduo dos restaurantes de uma das cidades mais gastronômicas do mundo, São Paulo. Como fora de casa, pelo menos, uma vez por semana na minha cidade e durante viagens. Tenho mais de 30 avaliações de restaurantes publicadas na internet.

Nos últimos anos, acumulei diversas experiências em restaurantes e gostaria de compartilhar dicas de como usufruir das melhores experiências gastronômicas,gastando o menos possível.

1. Antes de ir ao restaurante, pesquise as avaliações mais recentes e as sugestões de pratos. Pelas fotos, é possível saber se o lugar é simples ou sofisticado, se os pratos são bem servidos ou se são de degustação. Pesquise também os dias e horários de funcionamento e também os melhores momentos para frequentar. Se for um dia de muito movimento, tenha ciência que você pegará fila e o atendimento será demorado.

2. Entre no site do restaurante e selecione os itens que você gostaria de consumir (entradas, bebidas, prato principal e sobremesa), e evite ir com muita fome/sede, para não pagar por itens sem valor. Procure por sugestões dos internautas, pratos que você gosta de consumir e os exclusivos. Faça o mesmo para as entradas, bebidas e sobremesas. Veja se valerá a pena para você.

3. Se não houver nada de especial – fora o prato principal –, dispense os itens adicionais, pois com certeza o garçom irá te oferecer e isso pode representar mais de 50% do valor da conta, então, recuse. Se fizer questão de uma bebida ou de um doce, compre numa loja de conveniência ou num mercadinho, sairá mais barato. Mas se você fizer questão de dividir um vinho, uma porção de fritas ou um sundae com a pessoa que você ama, tudo bem, só abra mão daquilo que você pode.

4. Pergunte para o garçom quantas pessoas serve o prato. Geralmente, os considerados individuais servem um casal, e pratos para 2-3 pessoas servem uma família inteira. Tenha consciência de que a comida que sobra vai para o lixo e o seu dinheiro também.

5. Confira na conta se constam somente os itens realmente consumidos e peça o cupom fiscal.

6. Se você gostar do estabelecimento e quiser voltar, havendo abertura por parte do staff, invista em relacionamento. Num restaurante perto de casa, faço o pedido direto pro chef, que me conhece pelo nome, ganho entradas e sobremesas grátis e, em troca, faço publicidade do restaurante.

7. A menos que você seja um visitante frequente, dispense programas de fidelidade. Oferecer uma entrada ou uma sobremesa grátis em 30 dias pode ser uma armadilha para você gastar o dinheiro que não tem. Em minha última visita a um restaurante, economizei 50% do meu ticket médio seguindo essas dicas. Então, guarde dinheiro para realizar os seus sonhos e continue indo em restaurantes, pagando somente o necessário.