Notícias para você

Bom uso do dinheiro

O consultor Reinaldo Domingos, autor do livro “Terapia Financeira”, tira dúvidas sobre como usar bem o 13º salário.

O POVO – Com dívidas no cartão e também no cheque especial, qual deve ser priorizada?
Reinaldo Domingos – Sempre a dívida com juros mais altos. Contudo, é interessante que a pessoa negocie nates de pagar, buscando a redução dos juros e das multas.

O POVO – É interessante usar o 13º salário para dar de entrada no carro novo?
Domingos – A pessoa deve refletir. Se der entrada, será que terá condição de arcar com as demais parcelas? Isso se tornará muito difícil se a pessoa não tiver controle de suas finanças e se esse valor não estiver dentro do orçamento mensal. Contudo, reforço, será que o veículo é realmente tão necessário nesse momento? Será que não é possível aguardar, fazer uma poupança e comprar à vista? Em financiamento muitas vezes paga-se valor muito acima do real.

O POVO – Para quem pretende usar o dinheiro extra para investir, quais as melhores opções nesse momento?
Domingos – Tudo dependerá dos objetivos que a pessoa terá com o dinheiro, se será utilizado em médio, curto ou longo prazo. Em curto prazo recomendo a poupança, que vem tendo ótimo rendimento. Se for em médio prazo é interessante um investimento com prazo e rentabilidade definida. Se for para utilizar em um prazo longo, o interessante é uma bolsa de investimentos,
com aplicações de rentabilidade variadas.

O POVO – Quem planeja adquirir um imóvel deve usar todo o 13º para entrada?
Domingos – Com certeza não. Se a pessoa utiliza todo o dinheiro para pagar o imóvel, fica totalmente vulnerável a qualquer imprevisto que ocorra, não podendo esquecer principalmente os gastos de início de ano.

O POVO – Nas compras de Natal, devo usar só o dinheiro extra?
Domingos – Sempre recomendo o pagamento das contas à vista. Reforço que qualquer tipo de parcelamento é uma forma de endividamento. O correto é que a pessoa faça desde o início do ano uma reserva, caso isso não tenha ocorrido, o caminho é segurar um pouco os gastos.

Fonte: http://www.noolhar.com/opovo/economia/927313.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo