Para quem já trabalha ou deseja trabalhar Educação Financeira com seus alunos e vê a importância de falar sobre esse assunto em casa com os filhos não pode perder, durante a 20ª Educar/Educador, a palestra do educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos.


Ele é o mentor da Metodologia DSOP de educação financeira e Presidente da DSOP Editora e Educação Financeira, da Associação Brasileira de Educadores Financeiros – Abefin. Além da participação na palestra, a DSOP estará presente na Feira com o seu estande, onde será possível tirar todas as dúvidas sobre o assunto, além de adquirir livros sobre o tema.

 

A Educar, segundo Domingos, tem sido um grande celeiro do conhecimento educacional com palestrantes de altíssimo nível, congressistas de grande gabarito trazendo e levando novos conhecimentos. “Fico muito lisonjeado em participar como palestrante e a DSOP Educação Financeira como expositora. Trata-se de mais uma conquista”, diz.

A palestra será no dia 22 de maio, das 15h30 às 17h e, na oportunidade, Domingos pretende ressaltar que a educação financeira lida diretamente com o comportamento humano e por isso trata-se de ciências humanas e não exatas. Levar este novo conceito comportamental para crianças, professores e pais de famílias por meio das escolas, empresas e lares brasileiros é o grande desafio da Metodologia DSOP, que há três anos leva o tema a centenas de escolas privadas e públicas.

Os resultados, segundo Domingos, são reveladores. Trata-se de um processo que tem início e nunca tem fim, isto porque o programa envolve todos, comunidade, pais, alunos e professores. O educador explica que a metodologia inicia desde o ensino infantil quando a criança tem seus três a cinco anos. A criança, explica ele, recebe ensinamentos de forma lúdica. São apresentados os hábitos de poupar antes de gastar e ensina que ao poupar ela poderá realizar todos seus desejos e sonhos. No Ensino Fundamental, em cada ano letivo, a criança continua aprendendo e aplicando os quatro pilares da Metodologia DSOP: Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar, sempre respeitando seu momento de vida. Quando chega no Ensino Médio, a metodologia trabalha com a importância de poupar e do aluno ter sempre em mente três sonhos de curto, médio e de longo prazo.

Domingos é autor da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil, livros paradidáticos série O Menino do Dinheiro, O Menino e o Dinheiro, Terapia Financeira, Livre-se das Dívidas, Ter dinheiro não tem segredo, Eu Mereço ter Dinheiro, entre outros programas para o ensino do Jovem Aprendiz e EJA – Ensino Jovem e Adultos. Para ele, não basta apenas transferir o problema para as escolas. “Trata-se de uma cultura que envolve família e escola. É preciso adotar um programa que envolva capacitação financeira para o professor, palestras de sensibilização para os pais, orientação pedagógica de como ministrar essas aulas aos alunos e habilitar a escola no tema educação financeira”, diz.

A DSOP, explica Domingos, é “Um novo estilo de vida”. Com este slogan, Domingos quer reforçar que a educação financeira relaciona-se com todas as áreas do conhecimento e deve ser propagada em conjunto com as outras disciplinas por ser um tema transversal. “Os resultados ficam evidenciados quando vemos uma criança levando para dentro de seu próprio lar os ensinamentos que aprendeu e neste momento ela mesma está praticando um dos mais importantes atos de ensino que é passar e praticar no seu dia a dia o que aprende em seu dia a dia. Com isso ela e sua família podem realizar todos seus desejos, objetivos e sonhos”, destacou.

Fonte: >//www.futuroeventos.com.br/educar/noticias/um-novo-conceito-de-educacao-financeira-e-proposta-de-reinaldo-domingos-durante-20a-educareducador/