A Escola de Educação Infantil Mei Mei, localizada em Atibaia (SP), promoveu no dia 19 de outubro, sábado, a Feira da Barganha, que tem como objetivo promover a troca de brinquedos entre as crianças e, assim, ensinar ainda mais a Educação Financeira.


A Feira da Barganha contou com a participação dos pais e as crianças fizeram seus próprios “negócios”. “Promovemos essa troca de brinquedos com os amigos e, por meio disso, pudemos ajudar os alunos a desenvolverem mais a fala e o desapego”, explicou a mantenedora da Escola Mei Mei, Angela Regina.

 

De acordo com ela, os pais dos alunos são favoráveis à disciplina e, inclusive, elogiaram bastante os ensinamentos que são passados aos filhos. “Os pais agradeceram muito, pois já notaram mudanças no comportamento dos filhos. As famílias já me disseram que, quando vão ao shopping, por exemplo, as crianças perguntam se podem comprar e se têm o dinheiro”, contou Angela. “Os pais entenderam que a Educação Financeira tem que ser trabalhada em casa também, pois não adianta querer que os filhos se deem bem no futuro se eles não tem exemplos dos pais”.

 

Um exemplo é o de Adriana, mãe da aluna Isabele Cristina, de 3 anos, que diz que a filha já dá valor ao dinheiro. “Para mim a Educação Financeira é muito boa, pois ajudou a minha filha a dar mais importância e guardar o dinheiro. Um exemplo foi o Dia das Crianças: fomos para um evento em Mairiporã, paramos em frente a uma farmácia e, no local, havia um monte de brinquedos. Ela entrou, escolheu uma boneca, deu o dinheiro dela, recebeu o troco e pediu para que eu guarde para um próximo presente. Ela guarda todas as moedas em seus três cofrinhos”, contou ela, que ainda aponta outros benefícios que a disciplina gera. “Por ela ser hiperativa, isso está ajudando a ela ter paciência. A Educação Financeira é boa não apenas para que as crianças aprendam a juntar o dinheiro e comprar aquilo que precisa, mas também para que saibam lidar com a ansiedade”.

 

A Escola de Educação Infantil Mei Mei é adotante do Programa DSOP de Educação Financeira desde o começo de 2013 e oferece para todas as turmas.

Por Pablo Ribera/ DSOP