Notícias para você

Consumidores correm para aproveitar último dia de IPI reduzido

A partir dessa quinta-feira, 1º de outubro, carros 1.0 terão alíquota do IPI de 1,5%.

Atenção, consumidor: esta quarta-feira (30) é o último pra comprar carro com o IPI reduzido. No carro popular, a diferença no preço pode chegar a quase R$ 2 mil. O imposto volta a ser cobrado, gradativamente, a partir de quinta-feira. Muita gente correu para aproveitar o preço mais baixo. Mas se esqueceu de olhar para um detalhe importante: os juros.

Desde o início do ano, o promotor de vendas José Cláudio de Souza sonhava com um carro novo. A volta da cobrança do IPI fez com que ele tomasse uma decisão definitiva: comprou o carro e economizou R$ 560, dinheiro que tem destino. “Eu vou comprar uma TV. Vou investir na casa. As crianças vão gostar da economia que eu fiz e a patroa também”, diz.

A partir dessa quinta-feira, 1º de outubro, carros 1.0 terão alíquota do IPI de 1,5%. Em novembro, o imposto sobe para 3%. Em dezembro, para 5%. Por fim, em janeiro, o IPI volta para 7%. Para os modelos mais potentes, até 2.0, o imposto também sobe mês a mês até dobrar em janeiro.

“Uma certeza nós temos: é que o carro no mês de outubro vai estar um pouquinho mais caro do que no mês de setembro”, reconhece o gerente de marketing Rodrigo Rumi.

Com a volta do imposto, um carro 1.0 no valor inicial de R$ 25 mil terá os seguintes reajustes: nessa quinta-feira, 1º de outubro, custará R$ 25.426. Em 1º de novembro, R$ 25.852. Em 1º de dezembro, vai custar R$ 26.420. Em 1º de janeiro de 2010, quando o imposto atinge o valor máximo, este carro 1.0 vai custar R$26.988. Entre o valor inicial e o maior, a diferença é de R$ 1.988.

Em um mercado competitivo como o automobilístico, tem comerciante que vê na volta do IPI uma oportunidade para atrair novos clientes. Uma loja por exemplo promete vender alguns modelos sem a cobrança do imposto nos primeiros dias de outubro, enquanto durar o estoque durar.

“A gente acredita que consiga, pelo menos nessa primeira semana do mês de outubro, manter a condição com IPI reduzido”, diz o gerente de vendas Wyllian Almeida

O economista Francis Hesse alerta para as taxas de juros cobradas nos financiamentos. Em alguns casos, o desconto pode não compensar. “Se você precisar financiar com urgência, realmente você tem que procurar fazer uma pesquisa grande, para ver qual são as melhores taxas. Eu diria que 1,5% ou 1,4% é um bom negócio. Por causa do IPI, eu compraria já”, aconselha.

Com medo do aumento, a estudante Jimena Catarina fez as contas e não teve dúvidas. “Ajuda bastante. Esse aumento vai acabar com todo mundo que comprar o carro mais para frente”, diz.

O IPI da linha branca – geladeiras, fogões, máquinas de lavar e tanquinhos – também voltará a ser cobrado a partir de novembro. A redução na cobrança desse imposto foi considerada uma medida importante para estimular a produção industrial, mas a queda na arrecadação do governo mostra que ele teve um alto custo.

Fonte: http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,,MUL1323773-16020,00-CONSUMIDORES+CORREM+PARA+APROVEITAR+ULTIMO+DIA+DE+IPI+REDUZIDO.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo