Artigos

Dê de presente Educação Financeira e não o seu nome!

Amigos, familiares e pessoas próximas, muitas vezes, acabam solicitando algum dinheiro emprestado, ajuda para obter empréstimos, uso do cartão de crédito, cheque, dentre outras formas para aquisição de produtos e serviços. E é aí que podem começar alguns conflitos, perdas de amizades e inadimplências, com mais um nome na lista de devedores.

As pessoas, em sua maioria, quando recorrem ao uso de crédito de terceiros como forma de se manter, já estão com restrições; ou por já ter se endividado além da conta ou por alguma situação temporária para a qual não houve planejamento. Ou ainda pela própria renda, não tendo acesso a créditos maiores para o que deseja. Ou seja, teoricamente, não deveriam usar esses recursos. Essas pessoas estão com seus hábitos e comportamentos de consumo enraizados, não visualizando a necessidade de adequação do seu padrão de vida para a sua realidade.

Tenha uma nova postura em 2016! Participe do Curso DSOP de Educação Financeira e realize mais sonhos!

Nós, como amigos e familiares, gostamos de poder ajudar da melhor maneira possível, confiante de que a pessoa honrará com o prometido. Em certos casos, a devolutiva é realizada. Em outros, infelizmente, isto não ocorre.

Para que você não tenha esse tipo de problema, siga estas recomendações:

– Nunca empreste seu nome e créditos a terceiros;

– Ensine-os a administrar melhor seus recursos dentro da realidade existente;

– Peça para que a pessoa analise realmente a necessidade do que ela quer com a sua ajuda financeira;

– Ajude-os fazer um diagnóstico de sua vida, verificando o que é necessário e o que é supérfluo, identificando, assim, o perfil financeiro;

– Se for necessário, até empreste, mas, nesse caso, a depender do montante e se você estiver com uma condição boa, trate como uma doação, para que a amizade não se perca;

– Se puder, dê de presente um curso, um livro ou uma orientação com especialistas em Educação Financeira. Isso muito ajudará e a gratidão será enorme, muito maior do que qualquer montante que você possa emprestar;

– Siga o ditado popular que nos alerta a ensinar a pessoa a pescar em vez de dar o peixe. Ela muito crescerá e evoluirá e não será dependente de ninguém.

Enquanto não se tratar a causa da dor financeira, a situação vai se transformando num ciclo vicioso. Assim como a bola de neve dos cartões de crédito. Proteja sua prosperidade e ajude de forma consciente, eficiente e com responsabilidade. Todos têm chances de progredir e realizar milhares de sonhos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo