Educação
Tendência

Dia 1 de maio: conheça a origem do Dia do Trabalhador

Desde o histórico evento inglês, que outrora seria conhecido como a famosa Revolução Industrial, passando pelos corajosos americanos que foram às ruas para reivindicar, até chegar às províncias brasileiras. Dia 1 de maio: conheça a origem do Dia do Trabalhador.

Por | Paulo Paquera

Desde o ano de 1889, o dia 1 de maio é considerado como o Dia do Trabalhador. Mas claro, não foi uma comemoração geral desde sua instituição.  

O Dia do Trabalhador – ou Dia do Trabalho – assim como tantas outras datas, vai muito além de um feriado.

Essa data é uma verdadeira homenagem a homens e mulheres que foram às ruas como linha de frente, para que você – sim você mesmo – tenha condições básicas de trabalho, como um registro CLT, salário mínimo e, principalmente, carga horária justa.

Anteriormente às manifestações dos norte-americanos, a carga horária semanal chegava a brutais 100 horas de trabalho. Sendo em média, 17 horas por dia.

Ponto de partida: Revolução Industrial

Assim como toda história, essa também possui um ponto de partida. Ao contrário do que se possa pensar, a semente para as grandes manifestações do dia 1 de maio de 1886 foram plantadas em solo Inglês.

Durante o século XVIII aconteceu um dos fatos históricos mais importantes da história da humanidade moderna: a Revolução Industrial.

Tendo os ingleses como ponto de partida, o processo de industrialização espalhou-se, inicialmente por toda a Europa, posteriormente ganhando força e se estabelecendo em outros continentes, chegando, enfim, às Américas.

A maior consequência da Revolução Industrial foi a formação de centros urbanos, gerando uma grande concentração de pessoas que nutriam as indústrias com mão de obra. Este fenômeno foi responsável por dar origem a uma nova classe social: a classe operária.

A criação desta classe fez surgir uma série de necessidades trabalhistas que quase nunca eram cumpridas pela burguesia industrial. Acredito que já entendeu onde essa história vai dar, né?

Como Nasceu o dia 1 de maio: conheça a origem do Dia do Trabalhador

O dia 1 de maio é uma data de celebração, para honrar os ativistas que lutaram para garantir condições minimamente aceitáveis de trabalho. Além disso, a data é marcada também para comemorar todas as profissões e valorizar o trabalho humano.

No dia 1 de maio de 1886, aconteceram diversas manifestações nos estados de Nova York, Detroit, Chicago e Milwaukee, sob o slogan “oito horas diárias sem redução de salário”.

Dos estados mencionados, Chicago se tornou o símbolo geral da luta dos trabalhadores, já que sofreu forte repressão policial, ação que deu ainda mais gás aos manifestantes para os dias que viriam.

A praça Haymarket, em Illinois, foi o palco da assembleia que recebeu mais de 2500 pessoas, no dia 4 de maio de 1886.

A ação policial responsável por oprimir este evento teve consequências trágicas, onde ao menos quatro manifestantes e sete policiais morreram, além de deixar mais de 130 feridos.

Os acontecimentos que se iniciaram no dia 1 de maio, tornaram-se símbolos da luta dos direitos trabalhistas.

Após quatro longos anos de luta, greve e manifestações, em 1890 a redução da jornada de trabalho foi, enfim, efetivada para 8 horas diárias nos Estados Unidos. Já agradeceu esses guerreiros hoje?

Quando o dia 1 de maio foi estabelecido no Brasil?

Enquanto os norte-americanos efetivaram as conquistas dos direitos dos trabalhadores em 1890, neste mesmo período a indústria brasileira desenvolvia-se rapidamente, porém, o dia do trabalhador em terras canarinhas foi reservado como feriado apenas no ano de 1924.

O rápido crescimento industrial formou as primeiras organizações de trabalhadores nas principais cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, com viés ideológico, como o anarcossindicalismo, com origem italiana, e o comunismo.

No ano de 1917, o Brasil registrou uma das maiores greves gerais, que ocorreu em São Paulo, gerando força para sustentar o movimento trabalhista cada vez mais.

Em 1924, o então Arthur Bernardes cedeu ao movimento internacional e decretou o dia 1 de maio para celebrar os trabalhadores.

Foi durante o Estado Novo, sob o governo de Getúlio Vargas, que surgiram diversas leis trabalhistas, com uma pitada de segundas intenções, já que se aproveitavam de tal data para autopromover o governo com festas para os trabalhadores.

Você sabia da importância da Revolução Industrial para essa data tão importante? Ou que os norte-americanos foram responsáveis diretos pela base da constituição trabalhista moderna?

A todos os leitores, um feliz Dia do Trabalhador, com certeza a sua contribuição faz toda a diferença. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo