Economia
Tendência

Dia da Poupança – veja 4 investimentos de mentira que causam prejuízos

Por: Reinaldo Domingos

O Dia Mundial da Poupança é comemorado no dia 31 de outubro e, em função da data muito se fala dos melhores investimentos. Contudo, em um cenário que cada vez mais é complicado investir, é importante falar também de falso ‘investimentos’, que podem levar as pessoas a perderem dinheiro.

Infelizmente não são todos que sabem como rentabilizar o dinheiro e acabam seguindo publicidades, pedindo opiniões ou simplesmente apostam no “sempre ouvi falar”.

Muitas vezes é mais interessante ficar em investimentos conservadores do que cair em armadilhas. Mas, antes de entrar nas armadilhas lembro que é preciso cuidado com os investimentos com baixo rendimento, como a poupança, que tem uma rentabilidade extremamente baixa, abaixo da inflação, o que não atinge 5% ao ano, portanto você deixa de ganhar mensalmente, o que ao longo dos anos pode ser muito dinheiro perdido. 

Mas, o mais importante mesmo é não cair em armadilhas ao deixar o dinheiro em algo que pode lhe trazer grandes prejuízos, por isso apresento abaixo 4 investimentos falsos.

1: Jogos de Azar

Os jogos de forma geral também são outros investimentos falsos. A Mega-sena, jogo do bicho, entre outros, faz com que as pessoas acreditem que ganharão milhões do dia para a noite, mas na verdade esses pequenos valores das apostas ao longo de anos podem ser bem consideráveis se somados.

Experimente fazer uma conta rápida de todo o dinheiro “investido” em jogos, tenho certeza de que será muito dinheiro e talvez até o valor da sua independência financeira.

2: Títulos de capitalização

Mais um investimento falso. Os títulos de capitalização são comprados nas agências bancárias onde a pessoa guarda um valor durante um determinado período e participa de sorteios. Caso sorteada, o que é muito difícil de acontecer, o título é rentabilizado, caso contrário, o rendimento é menor que o da poupança.

3: Pirâmides Financeiras

O último investimento falso e um dos mais perigosos, sem dúvida, pois além de ser ilegal, pode trazer prejuízos enormes. As pirâmides são vendidas com uma promessa de grandes lucros em pouco tempo e pouco trabalho, dependendo de novas pessoas participantes. Esses “investidores” são remunerados por indicações, favorecendo apenas que está no topo da pirâmide, ou seja, os proprietários, que ostentam luxo e riqueza para que os participantes acreditem que também “chegarão lá”.

4: Veículo

O veículo continua sendo um grande sonho de muitos brasileiros, mas é um falso investimento, pois quando é adquirido já faz com que a pessoa comece a perder dinheiro, isso por conta da alta desvalorização, não apenas dos veículos usados, mas também os novos. O valor de compra é reduzido em aproximadamente 10% tão logo que esse veículo deixa a concessionária. Além disso, os custos para se manter um automóvel são inúmeros: IPVA, seguro, estacionamento, combustível, manutenções, eventuais acidentes, enquanto a desvalorização citada acima só aumenta ano a ano.

Reinaldo Domingos está a frente do canal Dinheiro à Vista. É PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira (https://www.dsop.com.br). Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo