Empreendedorismo
Tendência

Erros comuns na hora de traçar as metas de carreira

Por: Fernanda Melo

O final do ano está chegando e você já começou a pensar nas metas para o próximo ano? Muitas pessoas não conseguem ter clareza na hora de começar a listar seus sonhos e o que fazer para alcançá-los.

Em vez de repetir o ciclo autodestrutivo, por que não analisar sua abordagem e descobrir onde você está errando?

Confira quais são os erros comuns e comece 2022 com planejamento e estratégias reais para sua carreira

Definir metas excessivamente otimistas

Uma atitude positiva é uma coisa maravilhosa. Mas certifique-se de equilibrar isso com uma dose de realismo, ou você pode ficar mal preparado para seguir em frente. É provável que surjam obstáculos inesperados, então pense no que pode dar errado e reserve um pouco de tempo para definir seus objetivos.

Deixar o medo impulsionar o estabelecimento de metas

O outro lado do otimismo excessivo é o estabelecimento de metas baseado no medo. Não deixe que o medo do fracasso o impeça. Seus objetivos devem ser ambiciosos o suficiente para impulsionar a mudança e o crescimento pessoal.

Definir metas muito grandes

Crie uma meta para cada etapa necessária até chegar no seu objetivo final, respeite os processos. Se você deseja ser promovido até o final do ano, proponha novas ideias, se envolva nos projetos, faça um curso extra, aprenda mais.

Se concentrar apenas em objetivos de curto ou longo prazo

Muitos especialistas recomendam definir alguns grandes objetivos de longo prazo e equilibrá-los com objetivos mais táticos de curto prazo que reflitam objetivos semanais ou mesmo diários (e idealmente alguns ou todos esses pequenos objetivos irão alimentar seus grandes objetivos).

Não acompanhar as metas

Depois de definir uma grande meta, não dê tapinhas nas costas ainda. Você tem muito trabalho árduo pela frente para chegar lá. Se você aceitar essa verdade e  criar um plano de  ação, alcançará a meta.

Não analisar ou abandonar alvos que não funcionam

As coisas mudam e às vezes nossos objetivos também mudam, as finanças da sua empresa podem mudar de rumo repentinamente. Seu próprio crescimento e aprendizado podem impulsionar uma nova visão. Não caia na armadilha de ignorar o que está acontecendo ao seu redor (ou dentro de você). Reveja suas metas regularmente, semanalmente é geralmente melhor para metas de longo prazo e diariamente para as de curto prazo, e faça ajustes ao longo do caminho. Você pode até decidir abandonar um objetivo, não há necessidade de se envergonhar se não fizer sentido persegui-lo.

Deixar o fim justificar os meios

Nenhum “objetivo” é ruim por si só. Mas alguns empreendedores ficam tão envolvidos em seus objetivos que comprometem sua ética. Você pode tentar manter a perspectiva consultando amigos de confiança se começar a ficar obcecado por um objetivo.

Se concentrar em ser o melhor em vez de melhorar

Você persegue objetivos que lhe permitem provar a si mesmo? Ou aqueles que o ajudarão a melhorar? Esta última abordagem é geralmente mais saudável. E pequenas melhorias podem durar muito com o tempo.

Competir, em vez de colaborar, para atingir objetivos

Alcançar metas no trabalho geralmente requer trabalho em equipe. Em vez de tentar superar seus colegas, torne-os cientes de seus objetivos, fale sobre o que você deseja alcançar e obtenha feedback sobre seu progresso em intervalos regulares.

Qual é a sua opinião sobre esse conteúdo?
Deixe um comentário.

Fernanda Melo
Social Media do time de Comunicação e Marketing DSOP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo