Artigos

Gastos esporádicos devem ser previstos

educacao-financeira-gastos-desnecessarios

Sempre comento a importância de se planejar para garantir a saúde financeira, especialmente no que se refere às despesas fixas, afinal, elas se repetem e geralmente o valor não é totalmente uma incógnita. No entanto, gastos esporádicos também podem – e devem – ser previstos.

Esses são aqueles que acontecem com certa frequência, mas os valores podem variar bastante. Um exemplo é a rotina de quem tem um automóvel. Dá pra fazer uma média de quanto vai gastar com combustível, mas não dá para ser certeiro, multas podem chegar a qualquer momento, acidentes podem acontecer, e todas essas variáveis acabam alterando o quanto se despende de dinheiro nesse quesito.

O supermercado também é algo que dá para se ter uma boa ideia de quanto irá gastar, mas dependendo da rotina, algum encontro com amigos em casa, um jantar para a família, pode ser que esse valor aumente consideravelmente. Ou ainda um aniversário que apareceu de última hora, enfim, imprevistos e mudanças acontecem o tempo todo, mas nada disso é desculpa para perder o controle da vida financeira.

Da mesma maneira que aprendemos a poupar antes para as despesas fixas, podemos incluir um grupo de gastos chamado “Imprevistos”, “Reserva” ou o nome que achar melhor, e começar a guardar dinheiro para ele. Parece um tanto abstrato, mas sabemos que na prática ele existe, e se preparar dessa maneira pode evitar muitas dores de cabeça.

Quanto poupar?

Não há certo ou errado nessa questão; o valor deve ser proporcional a sua condição financeira, claro. Ninguém deve guardar mais do que pode e acabar fincando com o orçamento muito reduzido para o mês vigente. A vida é para ser vivida agora. A proposta apenas é se planejar para conseguir viver bem também em médio e longo prazo.

E então, já pensou quais despesas podem entrar pra esse novo grupo de gastos do planejamento anual? Caso queira se aprofundar mais nessa questão, procure por mais artigos, livros, palestras e até cursos de educação financeira. Mudar o comportamento em relação ao dinheiro faz toda a diferença.

Assuma o controle de suas finanças! Clique aqui e inscreva-se no Curso DSOP de Educação Financeira!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo