Durante todos os sábados de fevereiro (02 a 23), a DSOP Educação Financeira promove na capital paulista o curso de Formação Pedagógica do Programa DSOP de Educação Financeira para Escolas e Famílias. O objetivo do evento é preparar os professores para desenvolver o tema dentro de sala de aula de forma transversal, uma vez que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), estabelece que a educação financeira deve ser obrigatoriamente inserida nos currículos escolares a partir de 2020.

Nos dias 02 e 16, o curso de formação será voltado para as escolas que ainda não tiveram contato com o programa, que tem como principal objetivo empoderar financeiramente toda a comunidade escolar através da mudança de hábitos e comportamentos. O curso de formação mostra como envolver, não só o corpo docente, mas também os alunos e suas famílias a fim de atingir sustentabilidade financeira e consequentemente realizar os sonhos desejados.

Serão quatro palestras para mostrar como aplicar a educação financeira em todas as fases do aprendizado, ou seja, da Educação Infantil até o Ensino Médio. Além disso, o presidente da DSOP, Reinaldo Domingos, fala sobre como empreender a profissão de docente, levando um novo conceito de empreendedorismo aos professores.

A diretora pedagógica e organizadora do evento, Ana Rosa Vilches, explica a importância de apresentar esse conteúdo preparando os professores para que disseminem a educação financeira aos alunos e famílias com conhecimento,  conteúdo e troca de experiências.

“As assessoras pedagógicas, formadas em educação financeira, irão mostrar como os professores podem trabalhar com os materiais do programa. Esse encontro irá reunir várias escolas no mesmo lugar porque a troca de ideias é fundamental. O nosso desafio é preparar o professor para que esse conteúdo seja transmitido com qualidade e que tenha uma proposta de melhoria da vida das pessoas”, explica Ana.

Já nos dias 09 e 23, as escolas adotantes poderão aprimorar os seus conhecimentos para desenvolver e conciliar a educação financeira com as Metodologias Ativas, que são utilizadas em todas as áreas e fazem com que o aluno passe a ser o protagonista durante as aulas. Os professores irão aprender como trabalhar projetos dentro da educação financeira, que pode ser inserida em todas as matérias.

A assessora pedagógica e professora, Magali Ferraresi, explica que a ideia é fazer com que o professor trabalhe como mediador das atividades e o curso de formação apresenta caminhos e dinâmicas para que essas estratégias sejam desenvolvidas em sala de aula.

“Se bem trabalhada, a educação financeira pode conversar com todas as disciplinas. Durante esse mês queremos apresentar tudo o que há de mais novo relacionado ao tema, envolvendo todos os participantes durante as atividades e apresentando exemplos práticos”, afirma Magali.

As inscrições já estão abertas e a expectativa é certificar cerca de 200 professores a cada sábado.

Mais de 85 mil alunos aprendem educação financeira nas escolas

As iniciativas de educação financeira estão se multiplicando no país, principalmente após o tema se tornar obrigatório nas salas de aulas por definição da Base Nacional Comum Curricular, exemplo é que apenas a empresa DSOP Educação Financeira, que atende alunos em escolas em todo país estão com o programa desenvolvido em mais de 430 escolas de 20 estados, o que representa cerca de 87 mil alunos.

O programa criado pela DSOP já vem sendo aplicado nas escolas a cerca de oito anos, tratando a educação financeira como um tema que vai muito além de números, abordando o assunto também de forma comportamental e incluindo todos os que participam da educação dos alunos no tema, como professores e pais.

“Os resultados são surpreendentes, pois vemos que realmente conquistamos mudanças em todo o grupo que está envolvido nesses ensinamentos. E, hoje, é fundamental a criação de hábitos mais saudáveis e a motivação do consumo consciente para os alunos, tratando isso de forma lúdica e leve, mostrando que o dinheiro não é um inimigo, mas sim uma ferramenta que passará pelas mãos e que precisa ser tratado com respeito”, explica o presidente da DSOP, Reinaldo Domingos.

Fato é que os materiais já são utilizados em mais de 115 cidades de 20 estados brasileiros. Desenvolvidos por educadores e especialistas são adequados a cada fase de aprendizado, que contemplam desde o maternal e a educação infantil até o ensino médio e profissionalizante.

Formação Pedagógica do Programa DSOP de Educação Financeira para Escolas e Famílias- 2019

Datas: 02, 09, 16 e 23 de fevereiro
Horário: 8h – 13h
Endereço: Rua Treze de Maio, 681 – Térreo – São Paulo
Mais informações: www.dsop.com.br/escolas ou (11) 3177-7800

Programação escolas novas:

Abertura: Ana Rosa Vilches
Palestra: Empreendendo a profissão de Docente – presidente da DSOP, Reinaldo Domingos
Palestras: Aplicando a Educação Financeira na Escola para Educação Infantil – Pós Graduanda Márcia Chavenco
Aplicando a Educação Financeira na Escola para Ensino Fundamental I -Pós Graduanda Andressa Tarso
Aplicando a Educação Financeira na Escola  para Ensino Fundamental II e Médio – Educadora Financeira Magali Ferraresi

Programação escolas adotantes:

Abertura: Ana Rosa Vilches
Palestra: Quem não comunica não lidera – Ana Rosa Vilches e Reinaldo Passadori
Palestra: Educação Financeira com  Metodologia Ativa para a Educação Infantil – Pós Graduanda Márcia Chavenco
Educação Financeira com  Metodologia Ativa para o Ensino Fundamental I – Andressa Tarso
Educação Financeira com  Metodologia Ativa  para Ensino Fundamental II e Médio – Educadora Financeira Magali Ferraresi

Confira a 1ª Pesquisa “A Importância da Educação Financeira nas Escolas”.