É preciso comprar presentes dentro de sua realidade financeira e de um planejamento, onde esse custo não ocasionará o descontrole das finanças

 

Neste ano, o Dia das Mães será comemorado no dia 9 de maio, e as expectativas são muito positivas, para se ter idéia os lojistas de shopping centers esperam uma alta de 7% nas vendas no Dia das Mães, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

 

Mas é importante alertar que os filhos devem ter cuidado, pois, por mais que as mães mereçam os melhores presentes, com certeza não desejam que os filhos fiquem endividados em função disso. Muito pelo contrário, o maior presente que uma mãe pode receber é a certeza que seus filhos têm estabilidade na vida, no que é fundamental a segurança financeira.

 

Assim é preciso comprar presentes dentro de sua realidade financeira e de um planejamento, onde esse custo não ocasionará o descontrole das finanças. O consumidor, antes de sair comprar o presente, deve olhar qual é sua situação financeira atual, e ajustar o que comprará a essa realidade. O gesto de presentear ou lembrar a data vale mais do que o valor do presente, pode ter certeza.

 

Outro alerta é em relação aos parcelamentos, pois, tem que se ter em mente que é um compromisso mensal que se assume, assim tem que colocar os valores nas contas dos próximos meses e esses valores devem estar dentro a realidade financeira do momento. Para que não tem controle do impacto desses gastos recomendo a elaboração de uma planilha com ganhos e gastos mensais. Um exemplo de planilha pode ser obtido gratuitamente no sitewww.disop.com.br.

 

Para finalizar existe a necessidade dos de sempre negociar o menor preço dos produtos que irão comprar. Pode ter certeza, quase todas as empresas tem uma margem para negociações. E lembre-se um ótimo Dia das Mães é aquele que as famílias passam juntas em felicidade e harmonia, o presente é apenas um detalhe!

Veja algumas dicas de como comprar melhor:

 

1) Por maiores que sejam as facilidades de compra nesse momento, o consumidor deve observar sua real situação financeira e visualizar projetá-la pelos próximos 12 meses no mínimo, para ter certeza de que o que foi gasto não fará falta.

 

2) Faça uma análise aprofundada de qual é a sua real disponibilidade financeira e quanto dinheiro pretende gastar nesse momento.

 

3) Você deve relacionar seus gastos normais e os gastos extras como aniversários, viagens, entre outros.

 

4) É importante observar que antes de ir as compras, deve guardar parte deste dinheiro para outros sonhos (objetivos e metas) como: dinheiro para cursos de especializações, aposentadoria e independência financeira.

 

5) Antes de sair às compras possíveis presentes, o quanto pretende gastar com cada uma, e o que este presente irá agregar para a mãe.

 

6 ) Antecipe suas compras, evitando assim filas,encontrado preços melhores e tendo maior prazo para negociação.

 

7 ) Pesquise os preços dos produtos em pelo menos cinco lugares, não se esquecendo da Internet, que algumas vezes pode ter ofertas interessantes.

 

8 ) Busque o menor preço à vista, negocie, lembre-se que as lojas quase sempre tem margens para negociar. Caso não consiga com o vendedor, chame o gerente da loja.

 

9) Evite parcelamentos, principalmente os longos, caso da impossibilidade de pagar à vista, faça parcelar curtas e negocie os juros. Não se esqueça que essas parcelas serão somadas com outras já existentes em seu orçamento.

 

10) Lembre-se! Dia das Mães é momento de estar próximo à família. O presente é importante, porém, mais importante é ter nossa saúde física, mental e espiritual e para conquistá-las é fundamental você alcançar a saúde financeira.

 

Fonte: //www.administradores.com.br/informe-se/informativo/dicas-para-comprar-um-presente-para-sua-mae-sem-fazer-dividas/32625/