Comprar material escolar em maiores quantidades barateiam custo unitário dos produtos; compras em grupo também favorecem a economia para pais e estudantes

 

Duas semanas depois do fim da maratona das compras de Natal, consumidores já se veem diante de outra correria: a corrida atrás do material escolar. Para minimizar contratempos e buscar vantagens no preço dos produtos, especialistas afirmam que a compra em grupo pode resultar em descontos principalmente para quem opta pela compra no atacado.

Materiais básicos como caderno, lápis, borracha, cola, régua, caneta, apontador são facilmente comercializados em pacotes, caixas e embalagens com mais de uma unidade em grandes redes atacadistas. Nestes casos, a compra em grupo pode representar economia para os pais.

“Realizar as compras de materiais escolares em conjunto com outros pais significa mais chances de negociar menores preços. Mas é interessante reunir entre cinco e dez pais. Assim, em alguns casos, eles podem sair da compra do varejo e optar pela do atacado”, explica o educador financeiro Reinaldo Domingos.

Na rede Armarinhos Fernando, no Centro de São Paulo, há cerca de quatro mil itens só em material escolar, comercializados no atacado e no varejo. Segundo o gerente-geral da matriz, Ondamar Ferreira, antes mesmo de pensar na compra, é importante saber as necessidades de cada família. Feito isso, ele conta, entre oito e dez pais dá para conseguir preços diferenciados, com mais descontos. “É comum grupos de pais realizarem uma grande compra e depois dividir as mercadorias”, disse Ferreira. “Compras acima de R$ 300, com pagamento à vista, o consumidor consegue desconto de até 5% em produtos de algumas marcas”, completa Ferreira.

Pensando na possibilidade de conseguir descontos na compra do material escolar dos filhos, as amigas Adriana Biage e Daniela Carneiro vão bater perna atrás do menor preço. Mesmo com filhos de sexo oposto, mas com idades próximas, elas esperaram fazer bons negócios. “Vamos nesta semana buscar descontos para pagamento à vista e também de parcelamento facilitado. Dependendo da mercadoria compraremos em pacotes ou até em caixas e depois dividimos tudo”, afirma a professora Adriana, 33 anos, mãe de Henrique, 6, que está na 1 série.

“Essa reunião de pais é vantajosa tanto para o consumidor, que consegue bons preços, quanto para o comerciante, que vende mais e fica com menos produtos encalhados em seu estoque”, observa o educador financeiro.

Ele ressalta que a compra de material escolar pela internet também surge como uma alternativa a mais para os pais.

 

Fonte: //redebomdia.com.br/Noticias/Economia/42101/Atacado+e+compras+em+grupo+ajudam+consumidor+a+economizar+no+material+escolar

 

Sabia que o livro O Menino Do Dinheiro, que você encontra na Loja Virtual do Instituto DSOP de Educação Financeira pode mudar completamente (E para melhor!) a vida financeira da sua família?