O cartão de crédito é visto como um vilão das finanças pessoais. Apesar de ser um meio de compra seguro e prático, acabou ganhando este status por conta da falta de educação financeira dos consumidores.

Em todo Natal, Dia das Mães, aniversário ou férias, a história é a mesma: dívidas, novas linhas de crédito e contas no vermelho. Para agravar a situação, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) também aumentou.

Fique de olho nas dicas do educador financeiro Reinaldo Domingos para usar o cartão sem prejuízos:

— Antes de escolher que cartão usar, pesquise a linha de crédito com os menores juros. Fixe um limite “pagável” para que as dívidas não virem uma bola de neve.

— Consciência na hora de comprar: questione se realmente precisa do produto e se tem como pagar a fatura total do cartão no seu vencimento;

— Controle os parcelamentos: fique de olho nas prestações de cada mês. Muitas vezes elas já estão comprometendo quase todo seu rendimentos;

—  Tente negociar e pedir a isenção da taxa de anuidade do cartão de crédito. Atualmente é possível encontrar cartões que não cobram taxa de manutenção;

— Aproveite os benefícios que o cartão de crédito pode oferecer como prêmios ou milhagens;

 

Fonte: //www.clicrbs.com.br/especial/sc/donnadc/19,380,3323622,Cartao-de-credito-aliado-ou-inimigo.html