Sair à caça de ofertas para curtir as férias de julho nas praias do Nordeste não é tarefa simples. Mas é possível economizar em plena alta temporada.


Isso porque as agências de viagens estão vendendo pacotes prontos — com passagem aérea, hotel, city tour e translados — a preços até 17% mais baixos do que o viajante pagaria ao fazer a compra avulsa em sites de companhias aéreas e de reservas de hospedagem.

 

A explicação, segundo o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-Rio), George Irmes, é o volume de turistas nessa época do ano. Se na baixa temporada sobram promoções para atrair os viajantes, em julho, consegue preços menores quem se prepara com antecedência.

— As operadoras fretam voos e reservam os quartos dos hotéis seis meses antes, para empacotar e vender mais barato depois. Isso só acontece na alta temporada — explica George Irmes.

O levantamento feito pelo EXTRA considerou os valores de pacotes para duas pessoas nas agências, em relação aos mesmos itens — passagem, hotel, passeio e transporte — comprados separadamente, pelos preços mais baixos disponíveis em sites de busca e de compra de passagens.

A maior diferença ficou na viagem de sete dias para Fortaleza (CE). A cotação feita pela Marsans, no NorteShopping, na última quarta-feira, indicava o pacote a R$ 3.648,28 (ou R$ 1.824,14 por pessoa). O valor é 17% menor do que os R$ 4.394,22 de reservas encontrados para hotel, voo, passeio e táxi.

O educador financeiro Reinaldo Domingos alerta, porém, que o consumidor não pode se deixar levar pelas facilidades. Pesquisar é fundamental:

— Tem que bater perna. Só economiza quem realmente se esforça para gastar menos. E o principal: tem que saber se realmente pode comprometer o orçamento com aquele gasto — diz.

Uma mostra de que as aparências enganam é a viagem para Recife (PE), única a sair mais cara em pacote, pelo levantamento do EXTRA. A diferença chegou a 13,44%.

Estreia no aeroporto

A copeira Silvana Andrade, de 40 anos, já começou a contagem regressiva. Daqui a quatro meses, embarcará com o marido e a sogra rumo ao Ceará, na primeira viagem de férias da família. O motivo é mais do que justo: além de descansar, eles vão comemorar o aniversário de 71 anos da matriarca, na terra natal dela.

— Nunca nem saí do Rio. Às vezes, bate um medo, mas a vontade de ir é bem maior — conta Silvana.

A ansiedade da copeira tem explicação. Será a primeira viagem de avião dela, assim como aconteceu com outros 9,5 milhões de brasileiros no ano passado, segundo dados do Instituto Data Popular, especializado em pesquisar a nova classe média.

Enquanto o dia do embarque não chega, a moradora de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, aproveita para sonhar ainda mais alto. Após voltar do Ceará, ela planeja sair em lua de mel com o marido:

— Depois que inventaram o cartão de crédito, tudo ficou mais fácil — brinca Silvana, revelando qual seria o destino, se o orçamento não estivesse apertado: — Meu sonho mesmo é conhecer os Estados Unidos. Mas escolheremos outro lugar. Vamos começar aos pouquinhos.

Fonte://extra.globo.com/noticias/economia/viagem-de-ferias-em-julho-sai-ate-17-mais-barata-em-pacote-fechado-7790748.html#ixzz2NQRvZRSq