Os gastos com a compra de um carro vão além do preço do veículo, é preciso considerar também os gastos com manutenção. De acordo com o educador financeiro e Presidente da DSOP, Reinaldo Domingos, o consumidor pode calcular uma média de 3% sobre o preço do carro para manutenção por mês.


O educador lembra que um carro gera gastos com gasolina, seguro, estacionamento, lavagem, IPVA e eventuais multas, entre outros. “Se a pessoa compra um carro de R$ 20 mil, ela terá um custo aproximado de R$ 600 ao mês”, afirma.

Ele lembra ainda que o custo do padrão de vida de quem compra um veículo também tende a subir de 10% a 20%, visto que começam a surgir gastos que não existiam antes, como mais viagens e passeios, estacionamento e combustível.

Hora certa

Para saber o momento certo de adquirir um veículo é preciso descobrir em que situação financeira o consumidor se encontra. Reinaldo divide os consumidores em três grupos: os endividados, os equilibrados financeiramente e os poupadores.

O endividado não deve nem pensar em comprar um veículo, pois a prioridade é sair das dívidas e um custo a mais no orçamento é praticamente assinar o certificado de falência financeira. Assim, diz o educador, essa pessoa deve buscar reduzir os gastos desnecessários e, caso tenha o sonho de ter um veículo, este deve ser planejado em um prazo longo de tempo.

O equilibrado financeiramente precisa ficar atento para não agir por impulso. Isso porque o consumidor deixa de perceber que não possui dinheiro para comprar à vista e que para um financiamento longo é necessário planejamento.

Já o poupador deve refletir se é realmente necessário um novo veículo, se for e tiver dinheiro para compra à vista, essa é uma boa hora. Se faltar alguma quantia que terá que financiar, é preciso ter cuidado para que as parcelas caibam no orçamento mensal e que também tenha dinheiro para os gastos de manutenção.

Caso a pessoa já possua um veículo e queira outro, é preciso avaliar quais são as vantagens de um novo carro e se os gastos de dois veículos não são arriscados. “Os carros semi-novos, em boa condição e dentro da garantia, podem ser mais vantajosos financeiramente do que um veículo zero”, conclui Domingos.

Fonte://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2013/06/27/carros-gastos-mensais-com-manutencao-giram-em-torno-de-3-do-valor-do-veiculo.htm