O educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos, presidente da DSOP Educação Financeira, participou de debate nesta terça-feira, 3 de setembro, durante o primeiro dia da Conferência Ethos 2013.


Reinaldo Domingos: “A dívida não é um problema, mas temos que ter consciência do que cabe no nosso bolso

Domingos participou do debate “O poder da dívida: quem paga esta conta?”, patrocinado pelo banco Bradesco e que contou com a presença do diretor do Instituto Febraban de Educação, Fábio Moraes; do gerente de Sustentabilidade Corporativa da Serasa Experian, Tomás Carmona; da psicanalista e professora da FIPECAFI, Vera Rita de Mello Ferreira; e do professor da PUC-SP, Ladislau Dowbor. O debate foi moderado pela jornalista e sócia da Editora Letras & Lucros, Mara Luquet.

Na ocasião, Domingos tratou sobre o tema de Educação Financeira, apontando a importância do assunto tanto para os adultos quanto para as crianças e jovens. “A Educação Financeira é o elemento que pode combater o endividamento e a inadimplência. E para isso, precisamos educar as crianças e, além disso, reeducar os colaboradores das empresas. Eles têm que saber que tudo isso se trata de comportamento puro”, afirmou o presidente da DSOP.

Domingos ainda alertou para a situação dos aposentados no Brasil. “Temos cerca de 30 milhões de aposentados pelo INSS, sendo que apenas 1% é independente financeiramente, enquanto o restante depende de parentes ou precisam trabalhar, além daqueles que recorrem a empréstimos. Os jovens há mais tempo precisam também se reeducar, assim como toda a sociedade brasileira”, disse Domingos.

Mara Luquet acredita que o debate foi bastante válido, já que foi discutido um tema relevante. “Dívida é um assunto importante para a população, já que muitos estão endividados. Não sou contra as dívidas, desde que se saiba lidar com elas. O debate trouxe informações novas e muito boas”, opinou.

A Conferência Ethos 2013, que nesta edição tem como tema “Negócios sustentáveis e responsáveis: oportunidades para as empresas e para o Brasil”, acontece até quinta-feira, 5, no Teatro GEO do Instituto Ohtake, em São Paulo.

Por Pablo Ribera/ DSOP