O alto turnover é sinônimo de perda de produtividade e lucratividade, além de afetar a credibilidade com os clientes! Saiba como reverter a situação com Educação Financeira.

Turnover

Turnover é um termo que representa, no setor de Recursos Humanos (RH), a taxa média entre admissões e desligamentos de colaboradores em uma empresa. Ou seja, a taxa de turnover indica como anda a saúde organizacional de uma corporação, a qual mostra se há ou não uma alta substituição de pessoas.

O que o turnover tem a ver com Educação Financeira? Tudo! “Um funcionário endividado não consegue manter o foco no trabalho, além de precisar faltar ao expediente para resolver seus problema. Por fim, chegam ao extremo de pedir demissão para receber seus direitos e poder sanar parte de suas dívidas“, explica o educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos.

Ao mesmo tempo, rescisões contratuais, novas contratações, treinamentos do novo pessoal, entre outras ações comuns no que se refere à saída e entrada de profissionais demandam custos que, segundo estimativas, podem chegar a oito salários da pessoa desligada, o que representa um grande prejuízo para a empresa.

“Isso sem contar que a constante mudança do plantel pode acarretar na perda de conexões com clientes e, consequentemente, causar na diminuição das vendas e redução de participação da empresa no mercado”, afirma Domingos.

Como a empresa pode reduzir o turnover?

Uma opção é mostrar aos colaboradores que existem outras formas de sair e evitar o endividamento. Com o Programa DSOP de Educação Financeira nas Empresas, os trabalhadores receberão palestras sobre o tema e aprenderão a lidar de forma diferente com o dinheiro.

O Programa DSOP de Educação Financeira nas Empresas é totalmente flexível, adaptável às necessidades da organização, e contempla diversos benefícios tanto para a empresa quanto para seus funcionários, como maior produtividade, equilíbrio e motivação profissional, qualidade de vida, redução do estresse, contribuição positiva para o clima organizacional, melhor administração do salário, alívio da pressão financeira sobre o RH entre outros.

Aposte na Educação Financeira de seus funcionários e tenha uma boa saúde organizacional e financeira em sua empresa!