Educação Financeira

A Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) alerta para o perigo de as crianças serem excessivamente consumistas, já que a influência dos amigos e da publicidade podem afetar os pequenos e convencê-los de que eles precisam de vários produtos e brinquedos.

“É normal que os pequenos sintam desejos sobre as coisas que veem, mas é importante que se tenha em mente que grande parte desses desejos são imediatistas, ou seja, passageiros. A situação começa a ficar complicada quando a criança acredita ter necessidade de possuir tudo aquilo que lhe é sugestivo e, quando não consegue, faz birra”, afirma o presidente da Abefin, Reinaldo Domingos.

Segundo o especialista, que listou oito sinais de que as crianças são consumistas, o principal é ter consciência de que os filhos herdam grande parte de seus hábitos dos pais.

“Se os hábitos e costumes da família forem positivos em relação ao uso do dinheiro, eles tendem a prevalecer na vida dos filhos”.

Confira oito passos para identificar se a criança é consumista:

1- Observe se ela fica “hipnotizada” pelas propagandas em sites ou na televisão;

2- Preste atenção na forma como ela fala sobre os itens que seus amigos e colegas têm, observando se deseja ter também para se sentir identificada e aceita no grupo;

3- Veja a reação da criança ao perceber que não poderá ter aquilo que deseja naquele momento, compare se ela age com maturidade e busca compreender a situação ou se chora, esperneia e faz birra;

4- Perceba se a criança tem apenas desejos imediatistas (por coisas que quer, mas que pode viver sem), ou se tem sonhos, ou seja, quer itens que possuem significado e importância em sua vida;

5- Procure saber se a criança planeja formas para conquistar aquilo que deseja. O planejamento é uma das mais importantes atitudes de quem é educado financeiramente, algo que diminui o consumismo desenfreado;

6- Se ela recebe mesada, verifique se poupa parte do valor para os seus sonhos ou se não consegue passar o mês com o que ganha e acaba pedindo mais dinheiro;

7- Observe se a criança é cuidadosa com os presentes que ganha ou se deixa de lado, esquece em algum lugar ou quebra rapidamente;

8- Identifique se a família – pais, tios, avós e irmãos – são consumistas. As crianças “herdam” hábitos e costumes. Portanto, é importante que os adultos busquem se educar financeiramente e melhorar seus comportamentos em relação ao uso do dinheiro.

Fonte: //extra.globo.com/noticias/economia/educador-financeiro-da-oito-dicas-para-pais-identificarem-se-os-filhos-sao-consumistas-20916472.html#ixzz4YZnG7w16