Evitar que as crianças sejam consumistas e ensiná-las a guardar dinheiro é um desafio. A principal orientação é que sejam educadas financeiramente desde a infância, de acordo com o Educador Financeiro DSOP Edward Claudio Jr.

Guardar dinheiro
“As crianças adquirem hábitos desde cedo, por isso é importante que sejam educadas financeiramente. Assim podem crescer com comportamentos saudáveis, respeitando o tempo para conquistar seus sonhos e poupando parte do dinheiro que têm contato. Somente assim será possível quebrar o atual ciclo de pessoas endividadas em nosso país”, orienta.

Confira 6 formas de ensinar as crianças a guardar dinheiro

1- Dê mesada
Caso a criança tenham contato constante com o dinheiro, pedindo valores com frequência, considere dar mesada. O ideal é que ela poupe parte do valor e use a outra parte para o consumo. Não é interessante poupar tudo, tão pouco consumir tudo – quando se trata de dinheiro, é preciso ter equilíbrio.

2- Converse sobre sonhos
Toda criança tem desejos e sonhos, que podem ser materiais (como ter brinquedos e livros novos) ou não materiais (como fazer um amigo, por exemplo). Reserve um momento em um ambiente agradável para falar sobre os sonhos.

3- Ensine a guardar em cofrinhos
É interessante que as crianças poupem para seus sonhos em três cofrinhos de tamanhos e cores diferentes, um para cada sonho: de curto prazo (a ser realizado em até um mês), médio prazo (seis meses) e longo prazo (até um ano).

4- Peça que desenhe os sonhos
Para que a criança tenha os sonhos sempre em mente, peça que desenhe e converse sobre cada um deles. Assim ela terá constante estímulo para realizá-los.

5- Veja se a escola debate Educação Financeira
Diversas escolas da região oferecem aulas de educação financeira para os alunos por meio do Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas. Assim a responsabilidade de educar financeiramente as crianças é compartilhada e os resultados são melhores.

6- Dê o exemplo
As crianças são observadoras e aprendem muito pelo exemplo, portanto é importante que os pais tenham educação financeira, poupem para conquistar seus próprios sonhos e consumam de forma consciente.

Fonte: //goo.gl/BYSe9A