Costuma emprestar o nome para amigos ou familiares pedirem empréstimos? Pois tome bastante cuidado: dois em cada 10 brasileiros ficaram inadimplentes ao conceder esta ajuda, segundo pesquisa do SPC e a Câmara de Dirigentes Logistas (CDL).

De acordo com a pesquisa, 31% dessas pessoas emprestaram o nome para amigos e 22% para irmãos, o que pode afetar as seus ciclos de amizade e seu relacionamento com a família.

No final, caso a pessoa não cumpra com o acordo, além de você ter que arcar com o prejuízo da dívida, também poderá assumir as consequências jurídicas da situação, como perder o carro e até mesmo a sua casa.

O Educador Financeiro DSOP Silvio Bianchi, diretor da DSOP Unidade São José dos Campos, orienta as pessoas a avaliarem a possibilidade de auxiliar os amigos e familiares desta forma.

“A boa intenção sempre temos, mas será que vou poder pagar essa dívida se ele não puder?”, indaga Bianchi, em entrevista para o TJ Aparecida, da TV Aparecida.

Confira a entrevista no vídeo abaixo

 

Mude o seu comportamento com relação ao uso do dinheiro! Clique aqui e conheça o Curso DSOP de Educação Financeira!