Educação Financeira
Tendência

Porque é importante manter o nome limpo?

Via: Revista Painel Politico

Ter o nome negativado é sinônimo de restrições de acesso ao crédito e a outros serviços que contribuem para uma melhor qualidade de vida. Por isso, a renegociação de dívida é o caminho indicado por órgãos de defesa do consumidor e especialistas da área financeira para quem se encontra nessa situação. 

A pessoa com o nome negativado enfrenta mais dificuldades para ter cartão de crédito, financiar um imóvel ou veículo, abrir uma empresa, conseguir empréstimo pessoal ou para um negócio próprio, alugar um imóvel e até mesmo matricular a si mesmo ou os filhos em uma instituição de ensino particular, dentre outras sanções. 

Por mais que existam alternativas para quem está endividado como cartão de crédito para negativado com limite, por exemplo as restrições são muitas e criam entraves para projetos pessoais e profissionais. Por isso, a recomendação é buscar manter as contas em dia e garantir o equilíbrio financeiro. Mas quem já está com o nome negativado deve buscar solucionar o problema. 

Avaliar orçamento e rever despesas ajudam na renegociação

“Dívidas podem trazer muita dor de cabeça e noites mal dormidas. Para se livrar delas, primeiramente, é preciso avaliar o quanto deve e o quanto poderá dispor para assumir a renegociação”, orienta o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) em seu site.

Ainda de acordo com o Idec, após identificar o valor necessário para o pagamento das dívidas, é preciso avaliar o orçamento e rever os gastos. Essas etapas são fundamentais para poupar recursos que possam ser utilizados na renegociação.

O Idec destaca que, caso a pessoa tenha mais de uma dívida e o dinheiro disponível não seja suficiente para pagar todas no primeiro momento, é aconselhável priorizar aquelas que comprometem as condições de sobrevivência, como água, luz e aluguel. Em segundo lugar na lista devem estar débitos adquiridos junto aos bancos, que possuem juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial.

A renegociação pode ser feita diretamente com o credor, presencialmente ou pela internet. Negociar on-line, inclusive, pode ser uma alternativa para o consumidor, que tem a possibilidade de usufruir de descontos, aproveitar condições flexíveis de parcelamento e fazer todo o processo em sigilo evitando o constrangimento.

E o Idec também faz um alerta importante para a hora de fechar o acordo: é preciso ter atenção na hora de negociar prazos e valores, porque eles precisam ser compatíveis com as possibilidades financeiras do devedor.

Como poupar dinheiro quando se está endividado

Após firmar as condições do acordo de renegociação, o consumidor deve assegurar que as parcelas sejam pagas para evitar uma situação de endividamento maior. A dúvida que muitas pessoas têm é como conseguir juntar dinheiro nesse período. 

De acordo com a Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), para poupar dinheiro é preciso identificar todas as despesas. Aquelas consideradas supérfluas devem ser cortadas, pelo menos até que a situação financeira volte a ficar equilibrada. Já as que são essenciais como as contas de água, luz, telefone e supermercado deverão ser reduzidas dentro do possível, para que o dinheiro do mês não seja utilizado apenas para pagar contas e possa ser investido na realização de projetos pessoais, por exemplo.

Seguindo os passos da Abefin, o dinheiro que for poupado deverá ser direcionado ao pagamento da renegociação, para que o cliente volte a ter o nome limpo e retome o seu acesso a crédito. É válido lembrar que o nome do consumidor é retirado dos órgãos de proteção ao crédito em até cinco dias úteis após o pagamento da primeira parcela da renegociação. Para permanecer fora da lista, é preciso manter o pagamento do acordo em dia. Uma quebra da negociação resulta em nova negativação.

Para verificar se o nome está inserido na lista de negativados dos órgãos de proteção ao crédito, basta consultar o CPF grátis pela internet.

Via
Revista Painel Politico
Fonte
Revista Painel Politico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo