Notícias para você

Procon fiscalizará brinquedos

Brincar ajuda a desenvolver os sentidos, a fantasia e a coordenação motora. No entanto, todo cuidado é pouco ao dar um brinquedo a uma criança. É exatamente com o Dia da Criança chegando que o Procon-CE já se articula para fiscalizar a qualidade dos produtos que o comércio de Fortaleza colocará à venda.

Para os pais terem a certeza de que não estão pondo em risco a segurança de seus pequenos, é imprescindível que os brinquedos venham certificados com o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), que atesta a boa qualidade e procedência do artigo adquirido. Também é importante que se atente para qual idade o brinquedo é indicado.

O secretário executivo do Procon/CE, João Gualberto Feitosa Soares lembra que as mercadorias encontradas pelos fiscais do Procon/CE que não estejam em conformidade com os padrões exigidos, serão recolhidos, o estabelecimento autuado e sujeito a pagar multa que varia entre 200 Ufirces (Unidades Fiscais de Referência do Estado do Ceará), a 3 milhões de Ufirces. Na prática, isso representa de R$ 493,80 a R$ 7.407 milhões.

Consumo consciente

O promotor explica ainda que do ponto de vista financeiro é bom também os pais avaliarem que presentes o orçamento doméstico permitirá.

O educador financeiro Reinaldo Domingos observa que o Dia da Criança mais do que uma data puramente comercial, é uma boa oportunidade para os pais mostrarem aos filhos a importância do consumo consciente. O que fazer, por exemplo, quando não se tem uma reserva de capital para a data? Nesse tipo de situação, segundo o especialista, é fundamental manter a calma, evitando compras por impulso e sem um planejamento prévio. “Se a condição financeira da família estiver muito apertada, o ideal é ter uma conversa franca com as crianças, buscando mostrar a importância dela para a família e encontrando algo que ela deseja de presente e que esteja dentro da realidade financeira do momento. A conversa chamará a atenção da criança para que perceba que aquilo que ela viu em uma propaganda, não é o que ela necessita no momento”, orienta. Já se o bolso permitir, o consultor observa que é interessante antes da aquisição do produto a realização da boa e sempre atual pesquisa de preço e uma análise das melhores formas de pagamento.

“A maioria das pessoas ainda não se atentou para a importância de saber negociar em nosso cotidiano e o Dia da Criança é a chance de mostrar para as crianças como fazer isso, levando seu filho para a compra, sempre com o presente e valor a ser gasto pré-definidos na cabeça dele”, explica o educador.

Um outro cuidado que os pais devem sempre tomar, reforça Domingos, é direcionar a compra de presentes para datas especiais – Dia da Criança, aniversário e Natal -, evitando com isso que as crianças se tornem excessivamente consumistas

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=676195

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo