Artigos

Ter Dinheiro Não Tem Segredo

Muitas universidades oferecem cursos semestrais e, por esse motivo, os futuros estudantes têm a possibilidade de participar do vestibular e iniciar as aulas no meio do ano. Mas será que você e seu bolso estão preparados para iniciar essa nova e importante etapa?

Falo muito sobre controle de finanças, orçamentos e planejamentos para adultos. No entanto, também reforçoa importância de educar financeiramente a população desde cedo, já nas escolas. Essa prática, se feita com seriedade, evitará muitos problemas no futuro, inclusive o de não possuir recursos para estudar em uma instituição de ensino superior particular.

Se você ainda é jovem, busque se informar para organizar sua vida financeira desde já. Para tanto, escrevi a obra Ter Dinheiro Não Tem Segredo, publicado pela Editora DSOP, na qual eu falo sobre a escolha da carreira profissional e a relação com a família e convido o leitor a refletir sobre alguns temas importantes, como carga tributária, orçamento público, empreendedorismo tecnológico, consumo consciente e até mesmo os grandes ideais humanos, como a igualdade social e racial.

Sobre qual profissão seguir, não deixe se influenciar apenas pelo salário. Uma pessoa que faz o que gosta tem mais chances de, no futuro, trabalhar por prazer e não por necessidade. Afinal de contas, a recompensa vem de um trabalho bem feito e isso só acontece quando se o faz feliz.

O livro proporciona uma boa bagagem de conhecimento a fim de ajudar aqueles que estão passando por um dos períodos mais conturbados de nossa vida, mentalmente e financeiramente falando, tocando em assuntos que costumam “tirar o sono” da juventude. Apesar de a situação parecer quase impossível de ser resolvida, não deixe que isso atrapalhe os seus planos.

E por falar em planos, não posso deixar de falar da Metodologia DSOP, que tem ajudado muita gente a realizar sonhos. O primeiro passo é fazer um diagnóstico da sua vida financeira, ou seja, saber exatamente para onde vai cada centavo do seu dinheiro. Para isso, você deve fazer um apontamento de despesas – podendo ser em planilhas, aplicativos digitais ou até mesmo em um caderninho.

Anote rigorosamente todas as suas despesas, até mesmo as menores, como cafezinhos, guloseimas e gorjetas. Separe-as em categorias, para ficar mais fácil visualizar onde estão ocorrendo os gastos supérfluos ou os excessos, caso haja. O segundo passo é relacionar, no mínimo, três sonhos: de curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo (acima de dez anos) prazos.

A próxima ação é orçar os seus sonhos, sabendo quanto eles custam, quanto do seu ganho você poderá destinar a eles e em quanto tempo conseguirá realizá-los. E, então, só resta poupar. Lembre-se: guardar dinheiro sem um destino pré-determinado não funciona. Essa quantia será facilmente usada para outros fins, muitas vezes, nem tão importantes.

Para finalizar, reforço a importância de um bom planejamento financeiro para que as pessoas não passem a vida se frustrando por não conseguirem alcançar seus objetivos. Se estudar em uma universidade é a sua meta, foque nela e não poupe esforços para atingi-la.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo